O Menino e o Mundo — A Mais Premiada Animação Brasileira de Todos os Tempos

Ao lado de Cidade de Deus e Central do Brasil, O Menino e o Mundo é um dos poucos filmes brasileiros que foram indicados ao prêmio mais comentado do cinema, o Oscar. Diferentemente de seus antecessores, o longa foi o primeiro a concorrer na categoria de Melhor Animação. O filme de Alê Abreu foi lançado originalmente em setembro de 2013 em um festival canadense, mas só surgiu no cenário brasileiro em janeiro do ano seguinte. Apesar disso, a escassa tradição de nosso país nesse gênero deixou a incrível animação a margem da grande mídia. Então como O Menino e o Mundo chegou aos olhos de diversos festivais internacionais?

O sucesso alcançado pelo longa fica claro para aqueles que o assistiram. Com cenas deslumbrantes, O Menino e o Mundo conta a história de um garoto chamado Cuca que vai a procura de seu pai, após o ter visto partir. Em sua jornada pelo mundo, Cuca sai de sua modesta casa, descobrindo um universo nunca imaginado, com injustiças, opressões e explorações misturadas ao trabalho honesto e à felicidade de um povo.

Outro ponto essencial, é que mesmo depois de quase duas horas, estamos completamente encantados com as cores e traços do filme. Com uma combinação de aquarela e giz de cera, a animação nos remete à impressão do mundo através dos olhos de uma criança. Esse efeito é aumentado pela ausência de falas compreensíveis durante o filme, que transmite suas emoções por meio de ruídos, gestos e cores.

Talvez o único problema do filme seja a dificuldade de compreensão de seu roteiro inovador. Tendo surgido a partir de um documentário sobre a América Latina nas décadas de 60 e 70, fica evidente a influência política e social acerca da temática. Isso faz com que as questões sociais apresentadas reflitam o impacto das ditaduras e do capitalismo em nossa sociedade. Mesmo sendo um tema conhecido, Alê Abreu nos mostra apenas a viagem de que acaba encontrando seus variados e futuros “eus”, o que torna confusa a distinção do que é verdadeiro em cada momento.

Infelizmente, como todos sabemos, o longa não levou o Oscar para casa, tendo perdido para Divertidamente. Evidentemente, o filme é uma das melhores produções da Pixar com um roteiro interessante e inovador. Ao mesmo tempo, muitas das qualidades de Divertidamente são ofuscadas quando pensamos sobre os esteriótipos dos personagens apresentados, tendo uma menina nerd e gordinha como a Tristeza. De qualquer modo, O Menino e o Mundo teve seu trabalho reconhecido, ganhando dezenas de prêmios Brasil a fora, inclusive o título de Melhor Animação Independente do Annie, o “Oscar das animações”.

De qualquer forma, o filme merece entrar na lista de todo brasileiro, pois retrata grande parte de nossa situação atual e suas raízes históricas. Além disso, O Menino e o Mundo traz uma trilha sonora tipicamente latina, remetendo-nos ao carnaval e outras festas populares. A trilha sonora foi feita em parceria com o grande rapper Emicida que é conhecido por sua militância contra as desigualdades sociais. Portanto, aproveite enquanto esse incrível filme ainda está no circuito brasileiro!

Like what you read? Give Água de Salsicha a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.