O Retorno da Watchlist!

Não, você não leu errado! Depois de um breve período de férias e grande e uníssono clamor popular, a watchlist volta às sextas com uma modificação. Estamos mais interativos agora. Vou explicar:

A partir de hoje, as watchlist serão temáticas e você, jovem salsicheiro, vai escolher o tema de cada watchlist. O primeiro comentário é o que vale e como nós gostamos de desafios, não tenham medo de abusar da criatividade. Qualquer tema ta valendo. Hoje, por sugestão da nossa fã n. 1, o tema será filmes com as melhores mortes.

Por mais mórbido que isso possa soar, alguns dos filmes com as cenas de mortes que mais gosto ja foram recomendados, como Sangue Negro e Beleza Americana. Por isso, tomei a decisão de selecionar 3 filmes com mortes bem significativas.

Bora então :

PSICOSE (1960)

Uma das cenas de morte mais conhecidas do mundo não poderia ficar de fora. Ao lançar esse filme na década de 60, Hitchcock chocou plateias no mundo inteiro com a cena do chuveiro, matando a protagonista com meia hora de filme.

Para que que cena fosse mais leve, Hitchcock optou em fazer o filme em preto e branco para que a quantidade de sangue não chocasse demais as pessoas.

O célebre, Alfred Hitchcock

Psicose conta a história de uma moça que comete um roubo e foge de sua cidade. No meio do caminho, para pra dormir em um motel, aonde será brutalmente assassinada durante o banho.

Há muito mais do que isso, na verdade, mas não quero estragar as surpresas. A cena da morte, intercalada com a maravilhosa trilha sonora de Bernard Bergman, fazem com que este seja o assassinato mais conhecido da história do cinema.

DURO DE MATAR (1988)

Hans Gruber

Nem venham me acusar de dar spoiler, pois isso é muito previsível. Consagrado como um dos maiores filmes de ação de todos os tempos, eu imagino que a morte do vilão Hans Gruber tem um grande impacto no universo dos filmes de ação.

Jonh Mcclaine é um policial que vai visitar sua mulher no trabalho quando o prédio é invadido por terroristas, comandados por Hans Gruber.

O filme que alavancou a carreira de Bruce Willis criou um novo estilo de filme de ação: o herói suicida. Munido de apenas uma metralhadora e confinado com dezenas de terroristas, Mcclaine coloca sua vida em risco todo o momento para poder pegar Hans Gruber. O único alívio que temos é quando o vilão finalmente é derrotado. Sua morte fecha um filme que serviu de referência pra diversos outros e por isso, merece essa homenagem.

O PODEROSO CHEFÃO (TRILOGIA)

Para fechar a watchlist com estilo, escolhi a obra prima de Coppola. Em primeiro lugar, não vou falar muito sobre a trilogia aqui pois isso merece um post apartado. Prometo que um dia faremos uma homenagem aos filmes.

A trilogia entra aqui por vários motivos. Não só porque as cenas de mortes finais são características dos filmes, mas porque todas elas constroem o personagem de Michael Corleone. Um dos maiores vilões da história do cinema, Michael tem uma construção lente mas poderosa ao longo dos filmes e o personagem cresce a cada assassinato ordenado por ele. Cada morte causa um impacto diferente em sua história e é por isso, ainda que de forma indigna, os filmes entram nessa lista.

#AdS

#Barreto