Previsões Oscar 2016

No dia 10 de dezembro, serão anunciados para o mundo inteiro os indicados ao Globo de Ouro 2016, considerado o primeiro grande termômetro para os filmes que poderão ser indicados ao Oscar. Geralmente, os 10 indicados das categorias de Melhor Filme Drama e Comédia/Musical se reencontram na cerimônia de entrega das estatuetas, mas nos últimos anos, surpresas têm sido bem comuns.

Para preparar aqueles que sempre acabam correndo para ver todos os indicados antes da noite do Oscar, nós preparamos uma lista dos filmes que têm grade possibilidade de entrarem na lista da Academia ano que vem, com base na recepção que tiveram nos festivais de cinema internacional e no perfil de filme que os votantes mais apreciam. Anotem esses filmes:

Brooklyn

Passado na década de 50, filme conta a história de uma jovem irlandesa que deixa seu país para tentar a sorte nos Estados Unidos e vai morar no bairro do Brooklyn. Nas terras americanas, se apaixona por um bombeiro italiano e começa a realizar seu sonho da vida perfeita, até que é obrigada a voltar para seu país natal, deixando-a dividida entre essas duas atraentes vidas.

A delicadeza do filme fez com que fosse muito bem recebido no Festival de Toronto e no Festival de Sundance. Como se têm observado ultimamente, a Academia tem se preocupado cada vez mais em incluir filmes independentes entre os candidatos. Somado ao elogiadíssimo trabalho da protagonista, Saoirse Ronan (a garotinha de Desejo e Reparação), “Brooklyn” é uma boa opção.

O filme estreou nos EUA dia 4 de novembro, mas não tem data para ser lançado no Brasil.

Ponte dos Espiões

Na década de 60, um advogado americano é contatado pelo governo para defender judicialmente um espião soviético capturado. Um trabalho muito mal-visto pela sociedade em meio à Guerra Fria. Porém sua reputação poderá ser resgatada quando um soldado americano é capturado em solo soviético.

O filme teve uma grande recepção no Festival de Nova York e é apontado como um grande candidato à vaga. Além disso, o filme é dirigido por um dos mais queridos diretores americanos, Steven Spielberg, que sempre consegue uma indicação para os seus filmes. A presença de Tom Hanks também costuma seduzir a Academia.

O filme estreou no Brasil em outubro e eu tive a oportunidade de assisti-lo. Apesar de sempre admirar o trabalho de Spielberg, não posso deixar de notar que seus filmes estão ficando cada vez mais Disney. É um bom filme que aborda uma questão muito interessante: a reputação de um homem que está fazendo o que é certo, mas é condenado pela sociedade. Em meios de “bandido bom é bandido morto” e “tá com pena leva pra casa” estamos cada vez mais vivendo essa experiência.

Carol

Dirigido por Todd Haynes, “Carol” trata de um romance lésbico na década de 50. Rooney Mara faz o papel de uma jovem que se envolve com uma mulher de classe alta que está se divorciando de seu marido.

A excelente recepção no Festival de Cannes e as poderosas atuações de Cate Blanchet e Rooney Mara colocam o filme como um indicado já certo na corrida pelo Oscar. O filme chega aos cinemas brasileiros no dia 14 de janeiro.

O Regresso

O novo filme do último ganhador do Oscar de Melhor Diretor e Melhor Filme, Alejandro G Inarritu, conta a história de um caçador que é covardemente abandonado pelos seus parceiros após sofrer o ataque de um urso. Superada todas as dificuldades para sobreviver nestas condições, ele parte em busca de vingança contra aqueles que o abandonaram.

Há um grande burburinho sobre este filme em Hollywood. Os trailers nos mostram que é um trabalho muito interessante de fotografia e direção. Além disso, Iñarritu ainda está em alta com Birdman. No entanto, o principal motivo é a presença de Leonardo di Caprio, grande favorito do público da internet para um Oscar de Melhor Ator. Sua popularidade para atrair votos será determinante para uma boa campanha do filme.

Chega ao Brasil no dia 4 de fevereiro de 2016.

Joy: O Nome do Sucesso

David O. Russel volta aos focos da Academia com o filme que conta a história de uma mãe solteira que se tornou uma das maiores empreendedoras dos Estados Unidos.

A preferência pelos filmes de Russel é evidente. Os últimos 3 filmes do diretor (O vencedor, O lado bom da vida e Trapaça) receberam indicações ao Oscar de Melhor Filme. Além disso, pelo mesmo motivo de “O Regresso”, o filme conta com a presença de outra queridinha pelo público, capaz de angariar votos e a simpatia popular pelo flme, a atriz Jennifer Lawrence. Para acompanhá-la, novamente teremos Bradley Cooper.

O filme estréia no Brasil no dia 21 de janeiro de 2016.

Steve Jobs

Tentando superar o fracasso da última cinebiografia e dar uma adaptação mais digna da vida deste visionário, o diretor Danny Boyle coloca Michael Fassbender (geralmente indica que o filme é bom) para viver Steve Jobs em 3 momentos inventivos de sua vida.

A Academia ama quando grandes americanos são vividos no cinema, um dos grandes motivos para que “Steve Jobs” ganhe sua indicação ao Oscar de Melhor Filme. Estréia marcada para o dia 28 de janeiro.

O Quarto de Jack

O segundo filme independente que pode garantir sua indicação ao Oscar conta a história de um garoto de 5 anos que não conhece nada do mundo além de seu próprio quarto. O longa explora a relação do menino Jack com sua mãe.

Cada vez mais filmes independentes entram para a lista dos indicados. Ano passado tivemos 2. Como levou o principal prêmio do Festival de Toronto, nos parece ser uma boa aposta. Chega ao Brasil dia 18 de fevereiro.

Os 8 odiados

Um dos filmes mais esperados de 2016, Tarantino traz a história de 8 estranhos que ficam confinados em uma cabana durante uma nevasca. Ambientado no Velho-Oeste, podemos esperar uma junção de Django Livre com Cães de Aluguel. Portanto, podemos esperar um roteiro arrasado e sangrento.

O maior nome no ramo cinematográfico de sua geração, Quentin Tarantino costuma conseguir indicações de Melhor Filme e Diretor a cada filme que faz e esse ano não promete ser diferente. Estréia no dia 7 de janeiro de 2016.

Spotlight

Estreando junto com o filme de Tarantino no Brasil, Spotight conta a história de um grupo de jornalistas que ajudou a desvendar vários casos de abuso infantil em instituições católicas em Boston.

Com uma bela estréia no Festival de Veneza e com um grande elenco (Michael Keaton e Mark Ruffalo estão escalados), Spotlight reúne características essenciais para uma indicação ao Oscar. A Academia adora filmes baseados em fatos reais (metade dos indicados do ano passado) e que aborde uma questão séria de seu país. O jornalismo investigativo também é um tema apreciado no Oscar.

Perdido em Marte

O novo filme de Ridley Scott conta a história de um astronauta que é deixado em Marte e tenta sobreviver enquanto a NASA busca maneiras de resgatá-lo.

O filme já estreou no Brasil e é um dos melhores filmes que Ridley Scott fez nos últimos anos. Sua qualidade foi reconhecida no Festival de Toronto. Além disso, a Academia sempre busca incluir um blockbuster entre os indicados e “Perdido em Marte” pode ser o que procuram.

A Garota Dinamarquesa

O filme conta a historia de Lili Elber, primeira pessoa que se submeteu a uma cirurgia de mudança de sexo na década de 30. Chega aos cinemas no dia 11 de fevereiro.

Dirigido pelo vencedor de Oscar, Tom Hooper, o filme conta com o atual Melhor Ator, Eddie Redmayne, que promete uma atuação de mesmo nível ou melhor do que a que lhe conferiu a estatueta de 2015. Além disso, é uma temática que atrai os olhos da Academia.

As sufragistas

O filme mostra um dos primeiros momentos de ascensão do movimento feminista, com a luta das mulheres inglesas pelo direito ao voto, desafiando um Estado extremamente opressor.

Com a presença da eterna indicada Meryl Streep, o filme coloca merecidadamente nos holofotes uma questão muito atual na nossa sociedade: o movimento feminista e a luta das mulheres pelos seus direitos. Talvez seja um bom momento para fazer com que a questão atinja públicos cada vez maiores. Estréia dia 24 de dezembro.

Beasts of no nation

O filme conta a história de um garoto africano em um país tomado pela guerra civil que, após ter sua aldeia atacada pelo próprio governo, é recrutado pelos rebeldes e troca sua infância pela luta armada.

O primeiro filme feito pelo Netflix teve uma grande estréia no Festival de Veneza. Apesar de ser muito pesado, é um filme que retrata de perto a terrível realidade dos jovens garotos que pegam em armas nas guerras civis que assolam o continente africano. É um excelente filme que conta com a participação impecável de Idris Elba, forte candidato a uma estatueta pelo seu papel como líder dos guerrilheiros. Ainda que seja extremamente conservadora, o filme terá chances de concorrer ao Oscar se os votantes aceitarem a nova realidade dos serviços de srteaming. Já disponível no Netflix.

Anotaram? Mais alguns nomes que também estão sendo bem falados e podem, com um pouco mais de surpresa, aparecer na lista são:

A grande aposta

Eu, você e a garota que vai morrer

A Aliança do crime

Youth

Mad Max

No coração do mar

Fiquem ligados para as próximas previsões sobre Melhor Ator e Atriz.

#Ads

#Barreto

jI��]z!�

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.