Não é mais um blog, é uma pesquisa alimentar da modernidade

Mesa cheia, coração também

Quando comecei a escrever e a falar sobre gastronomia eu não sabia que isso iria mudar a minha relação com a minha alimentação. Achei que seria mais uma dessas foodies que ficaria aceitando convite de assessoria de imprensa pra ir a lançamento/experiência, copiando e colando briefing. Só que não sou assim.

Comecei a entender que o fato de colocarmos o garfo na boca tantas vezes é capaz de transformar o nosso corpo, vide as dietas e mudar também o modo de produção, a modernidade levou a gente a se desconectar do campo ou da produção dos alimentos. Passamos a abrir pacotes ao invés de cortar e cozinhar.

E aí, eu passei a conhecer produtores, conversar muito, muito. Querendo entender processos, métodos e principalmente a origem dos ingredientes. Isso me levou a olhar toda a cozinha de uma outra forma.

Então, vou passar a dividir aqui com vocês o que aprendi e as coisas que tenho visto. Longe de mim emitir opinião e achar certo ou errado, tá? Quero desconstruir essa coisa de crítica e sim valorizar o processo é a mudança que precisamos fazer na nossa alimentação.