Juh Balhego
Jul 10, 2018 · 2 min read

São 10h da manhã, e ainda não consegui atravessar a rua. Isso de mover os pés é tão fácil quando se tem a mínima ideia pra onde ir. Eu tinha quando acordei, mas no meio do caminho não quis mais ser quem eu era.

Parei, fechei meus olhos e estou assim há vários minutos.

Já faz uns dois meses que queria encontrar um culpado pela minha constante insatisfação.

Primeiro culpei o moleque que me come. Gostei dele desde a primeira vez que o vi. Aquele andar torto me encantou. Nós conversamos por horas e depois fodemos. Nos outros dias, só fodemos. Pode parecer piegas, mas sinto tanta vontade de sentar num banco de praça e conversar por horas com ele. Ontem comentei desse desejo, e ele deu um sorriso, me virou de lado e meteu. A vontade de ter ele em minha vida passou. O incômodo morreu.

Tentando encontrar outro motivo pra minha insatisfação, lembrei o dia em que troquei a receita médica e, por esse descuido, quase perdi o emprego. O fato de errar me lembrou de quando era criança, quando me humilhavam porque não conseguia prestar atenção nas instruções para os exercícios escolares.

Depois recordei as inúmeras noites que, após um dia maravilhoso, eu declinava e, sem motivo, chorava até dormir.

Fui lembrando, lembrando e puxando lá do fundo, mas não encontrei nada. Após isso, percebi que podia ser qualquer coisa.

O estalo surgiu no meio do caminho, e a possibilidade de poder ser tudo me assustou.

A última vez que poderia ser tudo era quando estava no útero e ainda não tinham me apontado metas para cada dia da minha vida.

Agora estou aqui, travada. O rapaz da banca já começou a murmurar sobre a pessoa estranha que fechou os olhos e não se moveu.

Tento sair de mim e renascer, mas estou com medo. Não quero nascer a fórceps novamente. Me deixa, moço.

Áporo

Desafio pessoal que propõem o lançamento de um conto por mês durante 2018.

Juh Balhego

Written by

Atinuké, produtora audiovisual e aspirante a roteirista.

Áporo

Áporo

Desafio pessoal que propõem o lançamento de um conto por mês durante 2018.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade