Branco paradoxal

“Paradoxo temporal das cores” por Lucas Dias — 24/10/18

Branco é a mistura de todas as cores.

Branco é a paixão que antecede os amores.

Branco é cicatriz quando se passam as dores.

Branco é a ausência dos pensadores.

Branco reflete a luz, pois branco é um espelho.

Branco é tão visceral quanto esse teu sangue vermelho.

Branco julga teu tempo, pois o branco tem sangue frio.

Branco é plenitude e, ao mesmo tempo, um melancólico vazio.


Dê uma salva de palmas para esta multíscia criação e aprecie as publicações de Oecihen: Onde os Ermos Seres Abissais ascendem à Etérea Escrita.