Linhas

Resolveu pintar um quadro. Não sabia o que pintar, mas foi pintar assim mesmo.

A pintura começa com um ponto, e com o ponto segue-se a linha. Uma linha se conecta a outra linha, criando formas no plano. Pouco a pouco o quadro vai mostrando o seu aspecto final: uma criatura linear de cor vermelha sobre um plano de fundo de cor amarela. Ao ficar pronto, Giordana apreciou com satisfação o resultado final. Mostrou o resultado para Cassio e Giordana IV. Ambas curtiram a pintura, embora nada entendessem de arte.

O quadro está bem zangado, apesar de ser uma criação brilhante.

Enquanto ninguém olhava, a pintura saiu da tela e foi tirar satisfação com sua criadora. No caminho destruiu um sofá, importunou um gnomo de estimação, transformou em ruído a música do rádio e tentou brigar com Frida, o dragão. Mesmo sendo um filhote, Frida é esperta o suficiente para saber que pinturas não sobrevivem sem suporte e precisou apenas de um leve hálito de fogo pra destruir o quadro vazio.

Quando Giordana voltou pra casa viu apenas o rastro de destruição e se perguntou sem resposta o que aconteceu ali. Era apenas mais um dia normal em sua vida.