360cade
Published in

360cade

Como seria a cidade ideal para se viver?

O músico David Byrne explica Espaços públicos, último item mencionado por Byrne, são um dos pontos que mais aprecio. Eles tendem a aglutinar muitos pontos descritos por Byrne. Se uma cidade é segura, as pessoas circularão por esses espaços. Se as pessoas são, minimamente, simpáticas, buscarão interagir. Além disso, se atraem a coletividade, essas áreas provavelmente não estão abandonadas. Acima de tudo, são locais democráticos, que favorece o intercâmbio de pessoas com perfis diferentes. como seria sua cidade ideal. Ele, que anda de bicicleta onde mora, Nova York, também faz o mesmo nos locais que visita.

Quem sabe Byrne não estava descrevendo Estocolmo, a capital da Suécia, que foi escolhida a primeira capital verde da Europa. Lá, cerca de 95% da população vive a menos de 300 metros de uma área verde.
Para Byrne, cidades muito pequenas deveriam ser evitadas porque todo mundo sabe o que você faz. Uma cidade pouco densa oferece outros problemas. Distantes uns dos outros, precisamos investir em atrativos visuais (como cirurgia plástica, roupas e corte de cabelo ousados). Segundo Byrne, nos tornamos peças de propaganda ambulante.

Seu ideal de morada começa com sensibilidade e generosidade. Segurança, não necessariamente políticas públicas, mas a sensação de comunidade, em que as pessoas não vão usurpar o bem alheio e você pode ficar mais relaxado, menos desconfiado. E diversidade de opções (que devem estar próximas).

--

--

--

Ecologia, gestão ambiental, emergência climática, impacto social e mobilidade

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
C. H. Cadé

C. H. Cadé

Anywhere office • Digital transformation • Content creation

More from Medium

The Three Pillars of Game Writing — Plot, Characters, Lore

The RSPCA Pet Companion: Part 2

Tennie Davis

Local, Regenerative Mondays