#033 - O clube do suicídio, de Robert Louis Stevenson

(Ou “Ainda é suicídio se você não se mata?”)

A primeira vez que li O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde foi em uma edição especial da Ediouro. Ela tinha outros dois clássicos do terror, Drácula e Frankenstein, e um prefácio do Stephen King sobre a importância dessas três obras. Uma baita edição de colecionador, fora de catálogo e rara até mesmo em sebos. Infelizmente.

Como esse primeiro contato foi bom, decidi comprar outras obras do autor. A primeira foi A ilha do tesouro, em um sebo. A segunda foi O clube do suicídio, em uma edição caprichada da Cosac Naify. Não sabia nada sobre a história, comprei apenas por ser do Stevenson. E qual foi a minha surpresa quando, dentre os vários contos reunidos, estava O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde.

Não é por menos. Essa é, de longe, a história mais famosa do autor. Se você não reconhece pelo nome, vai se lembrar da tradução alternativa de O médico e o monstro. As adaptações foram tão numerosas e variadas que até desenhos como Piu piu e Frajola e Pernalonga se renderam a essa obra-prima. É algo tão presente na cultura que nem preciso falar muito sobre. Minha grande surpresa foram as outras histórias, até então desconhecidas para mim.

A que dá título ao livro, por exemplo, faz parte de um projeto maior do Stevenson. Ele queria recriar As mil e uma noites e, para isso, usou a mesma premissa: uma história inicial que leva a outra história, que leva a outra e assim por diante, em um fluxo sem fim. O clube do suicídio traz apenas as três primeiras e as amarra graças ao conceito do instigante clube do suicídio, formado por pessoas que desejam se suicidar, mas não tem coragem para fazer isso sozinhas.

Os outros quatro contos englobam histórias mágicas, de terror e vingança. Temos gênios, cadáveres, experimentos científicos e planos diabólicos, todos executadas com maestria pelo autor. E o mais legal da edição da Cosac Naify são os textos teóricos acrescentados à edição, com direito a um ensaio do Vladimir Nabokov, autor de Lolita, dissecando cada ponto de O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde. Textos fundamentais para quem deseja se aprofundar na leitura, como sempre quis fazer.

Comprei esse livro com a intenção de conhecer um pouco mais do Stevenson e terminei com a sensação de dever cumprido. Para alguém que começou a ler o autor, tem tudo para agradar. Pelo menos me agradou bastante e me deu muita vontade de ler mais e mais coisas escritas por ele.


Ao comprar O clube do suicídio por algum dos links abaixo, você me ajuda a manter o #365Livros e o canal no YouTube.

O clube do suicídio: Amazon | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino