10 TECNOLOGIAS QUE VÃO MUDAR O MUNDO

Em direção ao futuro — Imagem: Future Tech

A tecnologia é uma das forças com maior influência nas nossas vidas. Uma influência que não é de hoje. Basta pensar no impacto causado pela invenção da roda, do livro impresso, da eletricidade e da Internet.

A era cognitiva constrói-se sobre uma série de tecnologias que atingiram um grau de maturidade suficiente para que seja possível entrever algumas transformações que vão originar.

Conheça as 10 tecnologias que o Fórum Económico Mundial identifica como as que reúnem maior potencial para melhorar as nossas vidas, transformar a indústria, e muito importante, ajudar a proteger o planeta.

1. Nanosensores e Internet das Coisas

Termómetro flexível — Imagem: MedGadet

Pensa-se que em 2020, cerca de 30 mil milhões de eletrodomésticos, máquinas industriais e meios de transporte, estarão ligados àquilo que se chama a Internet das Coisas (IdC). Uma das áreas mais promissoras é a dos nanosensores. São aparelhos muito pequenos que podem, por exemplo, ser introduzidos no corpo humano para monitorizar o nível de glucose, ou nos solos para ler e enviar os níveis de humidade. A Internet das Coisas potenciará as aplicações dos nanosensores em áreas como a medicina, a arquitetura, a agricultura e muitas outras.


Saiba mais:

Criação e aproveitamento do conhecimento devem ser a aposta de Portugal
Nanotecnologia em Portugal — Notícias
(vídeo / PT-BR)

2. Uma nova geração de baterias

Mini-grelha eléctrica com baterias de última geração — Imagem: Tesla

Um dos maiores problemas da utilização das energias renováveis é o armazenamento do excesso de energia produzida. Avanços recentes no fabrico de baterias trazem a possibilidade de construir pequenas grelhas elétricas que poderão fornecer energia, 24 horas por dia, a aglomerados populacionais, igualmente pequenos.


Saiba mais:

Baterias de energia solar em sua casa? A Tesla promete mudar o mundo.
Tesla’s low-cost renewable battery could revolutionise Africa’s energy supply (artigo / ING)

3. A blockchain

Com certeza que já ouviu falar do Bitcoin, uma moeda virtual usada por milhares de pessoas para fazer pagamentos de forma anónima e segura.

Esta moeda usa a blockchain, uma estrutura de dados que representa uma entrada de contabilidade financeira ou o registo de uma transação. Este sistema está construído de forma a impedir a adulteração dos dados de uma transação. A fiabilidade desta tecnologia chamou a atenção de entidades bancárias e autoridades governamentais. Será de esperar que o uso da blockchain se torne comum nas transações financeiras ou no envio confidencial e seguro de documentos oficiais.


Saiba mais:

Bitcoin? A revolução virá da blockchain

4. Materiais 2D

Grafeno — Imagem: Byung Hee Hong

O grafeno é uma folha em duas dimensões de átomos de carbono. É um material muito forte, leve e um excelente condutor de eletricidade e calor. Este é o material 2D mais conhecido, mas está longe de ser o único. As aplicações para estes materiais são inúmeras e podem ir da construção de filtros de ar e água até a uma nova geração de wearables e baterias.


Saiba mais:

Já conhece o grafeno, o material do futuro?
(vídeo / ING)

5. Carros autónomos

A visão da criação de um veículo autónomo foi apresentada em 1939 na Feira Mundial de Nova York.

Pavilhão da General Motors na Feira Mundial de Nova York, 1939 — Imagem: General Motors

Avançamos até 2004, ano em que a DARPA (sigla em inglês para Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa), lançou o DARPA Grand Challenge, um concurso que visava promover o desenvolvimento de veículos autónomos. A equipa vencedora seria aquela cujo veículo conseguisse terminar um determinado percurso sem intervenção humana. Nesse ano não houve nenhum vencedor, mas o interesse estava novamente lançado.

Uma vez chegados a 2016, estamos a assistir a uma autêntica corrida encabeçada pela Google. O objetivo é que dentro de uma década já existam carros autónomos a circular nas nossas estradas.

Estes meios de transporte irão contribuir para o aumento da segurança nas estradas e vão melhorar a qualidade de vida de muitas pessoas, nomeadamente idosos ou quem tenha problemas de mobilidade.


Saiba mais:

A caminho dos carros autónomos
(vídeo / ING)

6. Microchips que simulam órgãos humanos

Órgão num chip — Imagem: Wyss Institute

Já imaginou órgãos humanos do tamanho de uma vulgar pen? Estes pequenos circuitos integrados simulam qualquer órgão, ou sistemas de órgãos humanos; permitem testar novos fármacos e desenvolver tratamentos específicos para as necessidades de cada paciente, aumentando desta forma a sua eficácia.


Saiba mais:

Organs-on-Chips (artigo / ING)
(vídeo / ING.)

7. Painéis solares em perovskita

Painéis solares em perovskita— Imagem: Dyesol

A perovskita é um mineral cuja eficiência na absorção da luz tem vindo a ser testada intensamente desde 2009. Comparativamente com outros materiais igualmente eficazes, a perovskita permite obter ganhos de produção de energia na ordem dos 50%.


Saiba mais:

Material barato aumenta potência das células solares em 50% (artigo / PT-BR)

8. Inteligência Artificial

A evolução das tecnologias de processamento da linguagem natural e o acesso destas aos dados, vai permitir a proliferação de assistentes digitais inteligentes que participam em múltiplas tarefas do quotidiano das pessoas.


Saiba mais:

O avanço incontrolável da Inteligência Artificial
Open AI ecosystem portends a personal assistant for everyone (site / ING)

9. Optogenética

A optogenética combina a luz, a genética e a bioengenharia e permite o estudo das redes neuronais. Desenvolvimentos recentes permitem que a luz seja usada para ativar determinadas zonas do cérebro. Esta técnica pode conduzir a tratamentos mais eficazes nas doenças do foro mental, sem que seja necessário o recurso a terapias invasivas.


Saiba mais:

Optogenética controla seu cérebro usando somente a luz (artigo / PT-BR)
(vídeo / ING)

10. Sistemas de engenharia metabólica

Para diminuir a nossa dependência dos derivados do petróleo, as mais recentes descobertas nos campos da biologia sintética, biologia de sistemas e engenharia evolutiva, têm contribuído para o aumento da lista de químicos que podem ser produzidos de forma mais eficaz e económica, substituindo os combustíveis fósseis por plantas.


Saiba mais:

De Braga para o ranking das 40 PME mais promissoras do mundo na Bioeconomia
Desafios da biologia sintética (artigo / PT-BR)

Esta lista de tecnologias emergentes foi apresentada em Davos, na Suíça, durante a última edição do Fórum Económico Mundial.

Também em Portugal se vem refletindo cada vez mais sobre as tendências tecnológicas.

“O Aprofundamento da Era Digital — Um Cenário para 2030” foi o tema central de um debate recente promovido pela APDSI (Associação para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação) onde se falou destas e outras tecnologias que irão moldar o mundo onde vivemos.

Saiba mais sobre os temas tratados no evento:
O Aprofundamento da Era Digital — Um Cenário para 2030
Uma visão de 2030 — Imagem: storiesbywilliamns