Seurasaari

A Ilha Companheira

Café Regatta, na costa oposta a ilha Seurasaari

Helsinki é uma cidade incrível. Comparada com outras capitais, é uma das menores, limpas e calmas, e mantendo-se verdadeira a sua naturalidade Finlandesa, linda. Uma mistura de ambientes urbanos, praças, parques e áreas de preservação de natureza quase intocada, a cidade é composta por mais de 300 ilhas, sendo esse o motivo de ser chamada de Arquipélago de Helsinki.

Regatta, novamente

Visitando Helsinki num domingo com cara de Finlandês, mesmo para um dia de primavera em fim de Abril: frio, molhado, com uma densa neblina e silencioso. A Finlândia é conhecida como, e se diz ser, um país que valoriza a quietude, estar em contato com o intenso silêncio da natureza para realmente ouvir seus sons e seus próprios pensamentos. Se não fossem por algumas aves que habitam a região, o único som que você ouviria, mesmo tão perto da capital, seria o do vento.

A neblina se misturava ao mar, escondendo o horizonte. Saber para que direção eu estava olhando era quase impossível. Era como se você tivesse sido transportado para o meio de uma floresta ou para o mar aberto, sem nada por perto.

Salvo pelas silhuetas de algumas das muitas pequenas ilhas próximas, o céu e o mar pareciam infinitos. Este mundo pequeno e isolado era tudo que tínhamos aquele dia. Quando não há ninguém por perto, a ilha se torna sua companhia. Mesmo o nome Ilha Companheira ser inspirado pelas festas e confraternizações realizadas nela pelos Finlandeses durante o verão, aqui, sozinho, o nome fazia todo o sentido do mundo.

As grandes e altas árvores aumentavam a sensação de infimidade, e o a trilha tortuosa, subindo e descendo pelas pequenas colinas da ilha, tornava impossível ver o que estava a frente no caminho.

Ao nos aventurarmos e nos perdermos na natureza, é importante aprecia-la em sua grandeza, mesmo em espaços pequenos ou muito visitados. Apreciar o fato de estar rodeado e dentro do silêncio e sons naturais é uma das mais importantes lições que os Finlandeses tem para todos nós.