Paro em um canto, as vezes confortável, as vezes não.

Olho para a parede. O que tem de legal na parede? Não sei!

Mas penso numa música, e logo depois paro.

Pensando no nada, num estado mental maluco, para quem nunca foi.

E a parede continua lá, sem nenhuma mudança…

Quando alguém passa, fingo ser quieto e inteligência.

Mas ela sabe em que mundo eu estava, o olhar dela já dizia tudo.

Estranho, é o que o ser pensa…

E eu, bom volto para o nada!

Num texto chato, perde seu tempo como se você fosse eu

Eu parei, como você parou para ler, pois meu mundo também tava chato…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.