Não é mais sobre você, e sim em quem eu me tornei sem ti. Quando algo chega ao fim, temos que nos reinventar, aprender a acordar sozinha sem um beijo rotineiro de bom dia, ou em uma simples conchinha seguida de um cheiro na nuca. Agora é só você e sua própria companhia e eu demorei um pouco para perceber que sim, eu sou legal e sim, tenho um papo agradável sobre como o mundo é um lugar legal e cheio de novas possibilidades.

Like what you read? Give mari. a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.