Conheça o Esporte: Beisebol

O beisebol (ou baseball) é um esporte muito popular em países como Estados Unidos, Cuba, Japão e Venezuela. Porém no Brasil o beisebol praticamente não é jogado, devido à falta de interesse da população pelo esporte, que não é divulgado devidamente e não é viável para a maioria das pessoas.

Beisebol sendo jogado em terras americanas.

O beisebol surgiu a partir do desenvolvimento de um jogo chamado rounders, que era popular na Grã-Bretanha e na Irlanda, e foi levado para a América do Norte pelos imigrantes, no século 18. Próximo da metade do século 19, o beisebol se espalhou por toda a América do Norte, levando muitas pessoas a praticarem esse esporte. Em 23 de Setembro de 1845, Alexander Cartwright, bombeiro de Nova Iorque, fundou o famoso Knickerbocker Base Ball Club of New York, escrevendo e desenvolvendo também as primeiras 20 regras do beisebol, as Knickerbocker rules.

Membros do Knickerbocker Baseball Club.

A partir disso o esporte passou a crescer cada vez mais e a se profissionalizar, culminando com a fundação da Major League Baseball, no início do século 20, sendo atualmente sucesso de audiência em todo o mundo e gerando milhões com suas marcas.

Logo oficial da MLB.

A MLB se divide entre temporada regular, onde todas as equipes se enfrentam em diversos jogos, e os playoffs, onde as equipes se enfrentam em jogos eliminatórios, que ocorrem entre os melhores colocados na temporada regular. Os jogos que decidem quem será o campeão da temporada se chamam World Series. A MLB tem como seu maior vencedor o New York Yankees, com 27 títulos, sendo seguido por St. Louis Cardinals, com 11 e por Oakland Athletics, com 9.

Jogadores do New York Yankees.

Alguns brasileiros já jogaram na MLB, como Yan Gomes, pelo Toronto Blue Jays e pelo Cleveland Indians; André Rienzo, pelo Chicago White Sox e pelo Miami Marlins; e Paulo Orlando, pelo Kansas City Royals.

Paulo Orlando atuando pelos Royals.

O beisebol já foi esporte olímpico, estreando nas Olimpíadas de 1992, em Barcelona, sendo removido em Londres 2012. Porém está confirmada a volta do esporte para os Jogos Olímpicos de 2020, no Japão, onde o esporte é muito popular.

Beisebol sendo jogado nas Olimpíadas de 2008.

Regras do jogo:

O campo de beisebol é no formato de um quarto de círculo, sendo o centro a área do arremessador, com o raio variando entre 92m e 108,2m. O campo possui 3 bases, uma área para o receptor, uma área para o arremessador e uma área para o rebatedor.

Campo de beisebol com as marcações.

O tempo de jogo do beisebol é definido pelo número de eliminações, podendo o jogo variar de uma hora e meia até seis horas, quando há muito equilíbrio.

As equipes se revezam em turnos de ataque e defesa, quando uma defende, a outra ataca. Quando um turno se encerra, a equipe que ataca passa a defender e a que defendeu passa a atacar. Cada dois turnos completa-se uma entrada (inning). O jogo se encerra quando se completam 9 entradas. Caso haja empate ao final das entradas, são jogadas entradas extras, até que alguma equipe abra vantagem e vença o jogo.

Durante o turno do ataque, o time é representado por apenas um jogador por vez para tentar a rebatida. O time que fica na defesa atua com 9 jogadores distribuídos da seguinte maneira no campo:

Jogadores de beisebol em suas posições.

P = Pitcher ou Arremessador – responsável por realizar os arremessos do time, em busca da eliminação adversária.

C = Catcher ou Receptor – responsável por recepcionar as bolas arremessadas pelo pitcher.

1B = 1ª base – responsável por defender o lado direito do infield e realizar as eliminações na primeira base.

2B = 2ª base – responsável por defender o lado centro-direito do inflied e realizar as eliminações na segunda base.

SS = Shortstop – responsável por defender o lado centro-esquerdo do infield e realizar eliminações na segunda base.

3B = 3ª base – responsável por defender o lado esquerdo do infield e realizar eliminações na terceira base.

RF = Right Fielder – responsável por defender o lado direito do outfield.

CF = Center Field – responsável por defender a porção central do outfield.

LF = Left Fielder – responsável por defender o lado esquerdo do outfield.

Infield se trata da parte mais próxima do centro. Outfield se trata da parte do campo mais externa.

O objetivo por parte do time que aremessa é que o arremessador atinja a zona de strike, que é uma área imaginária, que se localiza entre os ombros e os joelhos do rebatedor.

Ilustração mostrando a área do strike.

Existem 3 maneiras de se conseguir um strike: arremessando a bola na zona de strike e o rebatedor não tentar a rebatida (called strike); arremessando a bola em qualquer área e, ao tentar a rebatida, o rebatedor não acerta a bola (swinging strike); o rebatedor mandando a bola para uma área considerada “fora do campo” (foul).

Caso o jogador consiga 3 strikes contra o mesmo rebatedor, o rebatedor é eliminado, caracterizando o strikeout. O terceiro strike não pode ser uma foul ball para caracterizar o strikeout.
O flyout é outra forma de eliminação do rebatedor, quando, após a rebatida, um jogador da defesa pega a bola sem que ela toque no chão. Já a eliminação por groundout ocorre quando, após a rebatida, um jogador da defesa pega a bola depois que ela toca no solo e a lança para a primeira base, onde exista outro defensor pisando nela e que agarre a bola, eliminando o rebatedor, caso o rebatedor não tenha tocado na primeira base ainda. Forceout e tag out também são formas de eliminação.

Recepção sem deixar a bola tocar no chão.

Outras possibilidades com o arremesso são: ball e bola em jogo. O ball ocorre quando o arremesso do pitcher não atinge a zona de strike e o rebatedor não tente a rebatida. A cada 4 balls contra um mesmo adversário, o arremessador cede um walk, que consiste na passagem automática do rebatedor para a primeira base. Caso já exista um jogador na primeira base, ele vai para a segunda base, enquanto rebatedor vai para a primeira base.

Já a bola em jogo ocorre quando o jogador consegue rebater a bola para a parte “dentro do campo” (fair), podendo a partir disso chegar em base, impulsionar corridas ou ser eliminado.

O rebatedor tem como objetivo rebater a bola dentro da área permitida do campo, sem que ocorra uma eliminação em decorrência disso, com uma recepção do time adversário sem o contato com a bola no chão, por exemplo. A partir disso o objetivo do rebatedor é correr até a primeira base sem ser eliminado, e ainda possibilitar que seus companheiros que estejam em base corram até as próximas bases.

Quando um jogador chega em uma base e seus companheiros avançam de base sem serem eliminados, dizemos que ele conseguiu uma rebatida válida.
Uma rebatida válida pode ser: simples, quando o rebatedor vai até a primeira base com a rebatida; dupla, quando o rebatedor vai até a segunda base com a rebatida; tripla, quando o rebatedor vai até a terceira base com a rebatida; inside the park home run, quando o rebatedor vai até a quarta base com sua rebatida; home run, quando o rebatedor manda a bola para fora dos limites do campo, em uma área considerada válida, e todos os jogadores em base anotam corrida.

Tragetória da bola para caracterizar o home run.

Quando se alcança a quarta base, se caracteriza como uma corrida, que vale uma pontuação para a equipe.

Podem ocorrer erros defensivos que favoreçam o time adversário, como no lançamento errado, quando um jogador da defesa lança a bola para outro defensor de maneira errada, impossibilitando que o companheiro apanhe a bola, é considerado um erro. Caso o lançamento saia do campo, cada jogador do ataque avança duas bases.

Erro de recepção do jogador.

O placar é contado a partir do número de corridas conseguidas por cada equipe. Em cada entrada somam-se as corridas, que ao final das 9 entradas são somadas, dando o placar final do jogo. A equipe que tiver mais corridas ao final das entradas vence o jogo.

Placar de beisebol.

Para se ter melhor compreensão e entendimento do beisebol, sugiro que assistam as partidas, que são transmitidas pelos canais ESPN, pois só com a dinâmica do jogo é possível ter o melhor entendimento de como funciona o beisebol.

O beisebol é um esporte muito cativante e emocionante, e não é à toa que atrai grandes públicos todos os jogos onde é mais popular.

No Brasil o beisebol ainda engatinha, apesar de estar no país desde o século 19, com a vinda de imigrantes norte-americanos. O esporte acabou se popularizando bastante entre os imigrantes de japoneses, especialmente em São Paulo e no Paraná, onde a presença nipônica é grande.

Atualmente existe o campeonato brasileiro de beisebol, organizado pela Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol, torneio que existe desde 1936. Já o primeiro estádio feito para o beisebol no Brasil foi feito em São Paulo, com capacidade para 2500 pessoas, construído em 1958, para os Jogos Pan-Americanos de 1963.

Seleção brasileira de beisebol.

Uma expansão do esporte no Brasil é improvável, pois não existem investimentos no sentido de dar condições necessárias para a prática do beisebol no Brasil, que prefere fechar os olhos para outros esportes.

Texto: Gabriel Lopes