Transformando curtidas em votos (o pulo do gato)

Você acredita mesmo nesse título? Cuidado!

A internet está cheia de gurus do marketing vendendo fórmulas mágicas, conceitos inovadores, métodos revolucionários, enfim, oportunistas. E como estamos em ano eleitoral, o marketing político digital é a bola vez. Dito isto, nem preciso dizer que a internet, leia-se redes sociais, ganham uma importância fundamental nas eleições deste ano, eu sei que você já escutou isso antes, pelo menos desde que o Obama apareceu como candidato a presidência dos Estados Unidos, mas dessa vez eu te garanto, será diferente. Primeiro por conta da reforma política que diminuiu o tempo de campanha, diminuiu TV e rádio, limitou a campanha na rua e, o mais importante, acabou com as doações de empresas, forçando assim, campanhas mais baratas.

O povão pode até não gostar de política ou dos políticos, mas adora participar da eleição, ninguém quer ficar de fora da tal festa da democracia. As eleições estão cada vez mais polarizadas, passionais, o eleitor torce, vibra, xinga, torce pelo seu candidato como se fosse seu time de futebol, e a rede social é o canal que o eleitor tem pra expressar isso e tentar convencer novos simpatizantes.

Esse ambiente digital que já vem se desenhando há pelo menos quatro pleitos, ao contrario do que algumas figuras carimbadas da política acreditam, é definitivo, evolutivo. Portanto senhores candidatos, assessores ou postadores, seja o candidato a prefeitura de São Paulo ou a câmara de vereadores de Melgaço (município com menor IDH do país), vocês precisam imergir imediatamente nesse mundo online, interajam, se vocês não participarem da construção da sua identidade digital, alguém o fará por vocês, e provavelmente, não será contando coisas boas.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Diego Pereira’s story.