Redamar

Eu me proponho ao novo e ao velho.
Eu me disponho a rever e aprender.
Eu me reponho nos lugares de que saí.

Intensamente me aqueço em qualquer inverno.
 Sou pertinente na minha busca por conhecer,
Cada coisa, cada história, minha ou que não vivi.

E como bússola aponto ao norte com sentimentos.
Meu ponteiros se revelam bem confusos.
 Eu me estranho ao tentar me conhecer.

Te vejo ilha, por instantes ou momentos.
Eu me esforço para ajustar os nossos fusos.
Eu me adapto ao costume de ti viver.

Então entregues não vemos tudo ruir.
Eu me permito sentir reciprocidade.
Eu me jogo nos teus amores, feito pedra ao mar.

Correspondentes de nós, deixamos tudo fluir.
E eu me isolo, pra de ti sentir saudade.
Então cometo, comento comigo mesmo o próprio sentir.
Eu me proponho pra entender Redamar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.