Kissmetrics, o app para melhorar seu processo de UX

Um review sincerão sobre o Kissmetrics, uma ferramenta de métricas para acompanhar seu usuário de perto

Conhecer e entender seu usuário é, além de fascinante, a melhor — e talvez única — maneira para criar soluções realmente eficientes e fazer mudanças ou atualizações que acertem em cheio nas necessidades do seu público.

Esse conhecimento é algo que não cessa nunca. O mercado muda o tempo inteiro. As pessoas, então, nem se fala. O que era tendência em 2013 já deixou de ser faz tempo. E o que uma pessoa queria há uma hora atrás, pode ter se perdido para sempre nos labirintos da memória, por culpa de um zumbido de abelha.

A melhor forma de se antecipar aos momentos, ou mesmo de dançar em sincronia com o ritmo das mudanças, é prestando bastante atenção no seu usuário. Nesse sentido, o Kissmetrics é a ferramenta ideal para quem quer acompanhar bem de perto a interação das pessoas com o seu produto.

Desde que conhecemos o aplicativo, há dois anos, não conseguimos pensar em uma ferramenta mais completa, que atenda dos objetivos simples aos mais complexos. De ações básicas a testes A/B.

Como usamos

A gente utiliza o Kissmetrics para analisar o uso de aplicativos e sites web. Essa avaliação é feita com base em “eventos” e “trilhas”, definidos e criados pela equipe de desenvolvimento.

Na prática, funciona mais ou menos assim: eu, hipoteticamente falando, crio os eventos “clicou no botão comprar” e “clicou no botão cancelar”. Depois, faço a trilha “usuário desistiu da compra” e indico que, para completar essa trilha, o usuário precisa, primeiro, passar por esses dois eventos. E se eu quiser, posso analisar as trilhas por um determinado período de tempo, localização, etc.

Por que usamos

A ferramenta é extremamente rica e oferece muitos recursos. O Kissmetrics permite, além das análises de trilhas, fazer testes A/B e comparar facilmente a jornada dos usuários e conversões.

Ele também disponibiliza dados importantes do usuário, como resolução da tela, versão do navegador, idioma padrão e até a localização. Se eu quiser, posso acompanhar, ao vivo, todos os passos do usuário dentro da minha solução, ver todos os eventos que estão acontecendo e quais usuários estão envolvidos neles.

Essas informações permitem a antecipação de dificuldades e oportunidades na ferramenta. Sem falar que o Kissmetrics é uma super mão amiga na hora de validar novas propostas de interação.

Por que indicamos

Se você tem um produto SaaS, por exemplo, o Kissmetrics pode te ajudar a descobrir respostas que o Google Analytics ainda não consegue. Entender o comportamento do usuário e como ele interage com a sua aplicação te dá oportunidades de melhorar conversões e até o relacionamento com o seu público.

Você consegue visualizar a história de cada pessoa dentro da sua solução, independente de onde a interação aconteça.

O que o Kissmetrics melhora

O Kissmetrics acaba com as decisões motivada por achismos. A análise de métricas torna as definições de design muito mais exatas. Isso é bom não só para a aplicação em si, mas também para embasar melhor as conversas com o cliente.

Além disso, ele facilita a priorização de estórias no backlog. Se o cliente pedir prioridade para uma determinada feature que, de acordo com o Kissmetrics, só é usada por 0,5% das pessoas, então talvez seja melhor direcionar o esforço do time para outras coisas.

Dicas para usar o Kissmetrics direitinho

O Kissmetrics tem funcionalidades muito interessantes. Da facilidade de visualizar a parte de métricas à possibilidade de assistir ao vivo o que os usuários estão fazendo, muita coisa pode ser feita.

Mas a gente chama atenção para uma nova funcionalidade, chamada Engage. Com ela, você pode, a partir de um evento, criar um retorno para o usuário. Se, por exemplo, o usuário estiver em uma tela X e clicar em “ajuda”, é possível abrir uma caixa de diálogo e já sugerir os artigos mais indicados para aquele assunto.

E a dica de ouro, para finalizar é: leia o blog do Kissmetrics. Use e abuse da ferramenta. Ela é muito rica e, com certeza absoluta, pode fazer uma diferença enorme no seu produto ou processo de UX.

Desvantagens

A única queixa que temos sobre o Kissmetrics é o preço, que varia de $200 até $2.000 por mês. Sabemos que é uma ferramenta cara, mas se sua empresa pode arcar com os custos, vale muito a pena.

Avaliação geral

  • Usabilidade: ☺☺☺☺
  • Interface: ☺☺☺☺
  • Utilidade: ☺☺☺☺☺
  • Preço: $$$$$

Heap: o primo pobre do Kissmetrics

Se você ainda não usa nenhuma ferramenta de métricas, dificilmente vai começar pelo Kissmetrics, ainda que ele seja, atualmente e na nossa opinião, a melhor ferramenta de métricas do mercado. Afinal, é um investimento considerável.

Por isso, como alternativa, indicamos o Heap, que é o é o “primo pobre” do Kissmetrics. Não é um aplicativo tão visual e nem tão completo quanto, mas é extremamente fácil de usar e muito mais barato, ou até gratuito.


Sobre a publicação

Estamos sempre em busca de ferramentas que, de alguma forma, facilitem nosso cotidiano de trabalho. Imagino que você também. Pensando nisso, resolvemos compartilhar os achados que encontramos por aí e trazer pra cá, uma vez por mês, com um review de alguma ferramenta que usamos, aprovamos e recomendamos.

Esperamos que você goste e que compartilhe com a gente sua opinião: se gostou ou não gostou, usou ou não usou, usaria ou não usaria, etc. Se tiver alguma sugestão de aplicativos para testarmos, também será muito bem-vinda! (:


Dicas de leitura

Se você ainda não encontrou a ferramenta que precisava ou está em busca de novas, pode gostar de ler:


Gostou do texto? Que tal recomendá-lo? Você também pode seguir a gente no Facebook e no Twitter e ficar por dentro das nossas atualizações semanais. (: