Se você é ágil, vai gostar de conhecer o Taiga

Um review sincerão sobre o gerenciador de tarefas ideal para times ágeis


Que ferramentas você costuma usar para gerenciar os projetos do seu time? Até pouco tempo, a gente usava o Trello. Nossa relação com ele tinha alguns conflitos, mas era o que as pessoas costumam chamar de estável. Até aparecer o Taiga e virar nosso mundo ágil de cabeça para baixo.

Com apenas três meses de uso, o software, feito especialmente para times que são ou querem ser ágeis, mudou completamente nossa percepção de como deve ser o gerenciador de projetos ideal.

Verdade seja dita? Antes de conhecer o Taiga, já tínhamos testado e abandonado várias ferramentas de organização e controle de projetos. De post-its pregados na parede até sistemas mais complexos, todos perdiam o apelo de uso com o tempo.

Os motivos para não queremos abandonar o Taiga tão cedo não são poucos. Por isso, reunimos todos eles neste post e contamos alguns detalhes sobre essa ferramenta linda-maravilhosa.

Para os apressados e preguiçosos que não vão ler o review até o final, um spoiler de presente: o Taiga é bonito, fácil de usar, completo, open source e está aberto para uso gratuito durante o período beta.

Por que usamos (e indicamos)

Para quem já é ágil, o Taiga é facílimo de usar. Ele possui todas as ferramentas necessárias para criar e acompanhar projetos: backlog, Kanban, sprint, tarefas e controle de bugs. Você preenche as informações e o sistema te informa sobre a evolução do projeto de forma visual, sem dificuldades.

Inicialmente, você cria seu time, o projeto e associa as pessoas que terão acesso a essas informações. A partir daí, já dá para produzir estórias no backlog, dividir em tarefas e criar sprints. Depois, basta selecionar as estórias para o próximo sprint e o sistema monta todo o Kanban pra você. Mais fácil que isso, só se tivesse dois disso.

Outra coisa muito legal, que só um time ágil poderia fazer por outros times ágeis, é o Gráfico de Burndown — uma forma fácil e eficiente de visualizar o andamento do projeto e saber se cabem mais tarefas no sprint ou se é preciso reduzir esse número para ser compatível com o budget e capacidade de produção do time.

Estimativas irreais são muito comuns em inícios de projeto. E o Taiga prevê isso. Conforme você ajusta suas estimativas, ele te diz o que mais pode ou não caber no seu sprint. É uma ótima ferramenta para times que se conhecem bem e sabem quanto tempo demoram para concluir as tarefas.

Como usamos

A gente trabalha exclusivamente com metologias ágeis, principalmente com o Scrum. Mas às vezes usamos só o Kanban para projetos menores ou melhorias e correções de bugs dos produtos já finalizados.

O Taiga atende essas duas necessidades. Ao criar um projeto, é possível escolher a metodologia que você irá usar: pode ser uma estrutura simples, como o Kanban ou uma mais completa, como o Scrum.

O uso do Taiga ficou tão natural para o nosso time, que passamos a criar projetos com o Kanban também para acompanhar tarefas que não têm nada a ver com desenvolvimento de software, mas que são importantes para a empresa. Isso facilita o entendimento do time sobre quem está fazendo o quê, evita interrupções fora de hora e cutucões no ombro do coleguinha para saber “o que tem pra fazer hoje”.

O que o Taiga melhora

Na nossa humilde opinião de usuários recentes, o Taiga revolucionou as ferramentas de gestão de projetos porque é ágil desde sua concepção. Ele valoriza cada etapa das metodologias e transmite isso com uma boa usabilidade, visual agradável e possibilidade de customização.

Antes do Taiga, usávamos o Trello, que nada mais é do que um super quadro Kanban digital. Funcionou por um tempo, mas depois começamos a notar que estávamos perdendo a rastreabilidade do que tínhamos feito. Dessa forma, ficava difícil criar sprints e fazer os boards. Com o Taiga, esse problema não existe — a gente consegue saber o que foi feito em cada sprint com facilidade.

Depois que começamos a usá-lo, as demandas ficaram mais claras e organizadas. Ficou mais fácil entender quais estórias devem ser feitas em cada sprint e mais simples acompanhar se o andamento das tarefas está fluindo conforme o planejado ou requer algum ajuste.

A gente andou xeretando o roadmap do software e tem várias features interessantes para vir! Quem não gosta de interface visual, por exemplo, terá uma interface de linha de comando à disposição.

O que falta para ser perfeito

Para ser ainda mais incrível, o Taiga poderia ser integrado com o sistema de controle de bugs (ISSUES) do GitHub.

O Git enumera os bugs. Se eu menciono o bug #34, por exemplo, ele linka automaticamente para a descrição do problema. Já o Taiga tem seu próprio gestor de bugs e esses números não são integrados. A primeira vista, pode não parecer um grande problema, mas é um detalhe que não atrapalha o suficiente para incomodar.

Mas, a boa (ou a má) notícia é que o Taiga é beta, então as coisas ainda podem mudar bastante, entrar ou sair funcionalidades.

Depois do período de testes, ele passará a ser pago. Mas, por ser um software open source, é possível baixar o código no GitHub para hospedar onde você quiser.

Dicas para usar o Taiga direitinho

Antes de começar a usar o Taiga, é fundamental conhecer um pouco da cultura ágil. Se você ainda não conhece, vale a pena entender o processo. Depois, usar o software será muito mais intuitivo e natural. Ele é impressionantemente simples e objetivo.

Outra dica de ouro: explore as funcionalidades! Além dos pacotes prontos de Scrum, é possível adicionar módulos extras. Se você trabalha com time remoto, por exemplo, existe um módulo de web conferência. Com ele, você pode chamar qualquer pessoa do time para conversar sempre que for preciso.

O Taiga tem suporte para muitos idiomas e está aberto para quem quiser ajudar na tradução. Se você está a fim de colaborar com um projeto open source, essa pode ser a sua hora!

Sem falar que o time é bem solícito e responde prontamente a perguntas, comentários e críticas pelos canais de comunicação.

Avaliação geral

  • Usabilidade: ☺☺☺☺
  • Interface: ☺☺☺☺
  • Utilidade: ☺☺☺☺☺
  • Preço: Grátis durante o período de testes

Adendo sobre a publicação

Estamos sempre em busca de ferramentas que, de alguma forma, facilitem nosso cotidiano de trabalho. Imagino que você também. Pensando nisso, resolvemos compartilhar os achados que encontramos por aí e trazer pra cá, uma vez por mês, com um review de alguma ferramenta que usamos, aprovamos e recomendamos.

Esperamos que você goste e que compartilhe com a gente sua opinião: se gostou ou não gostou, usou ou não usou, usaria ou não usaria, etc. Se tiver alguma sugestão de aplicativos para testarmos, também será muito bem-vinda! (:


Dicas de leitura

Se você ainda não encontrou a ferramenta que precisava ou está em busca de novas, pode gostar de ler:


Gostou do texto? Que tal recomendá-lo? Você também pode seguir a gente no Facebook e no Twitter e ficar por dentro das nossas atualizações semanais. (: