O futuro da publicidade móvel, baseado no comportamento do consumidor

Em maio de 2015, o Google divulgou que as buscas passaram a ser mais realizadas através de dispositivos do que desktops, estabelecendo um novo marco no mercado digital.

Esta mudança no comportamento do consumidor é o começo de uma nova era no mercado global, provando que precisa haver uma mudança na forma com que as marcas se comunicam com seus atuais clientes e busca atrair novos. Para garantir seu futuro no mercado, as marcas precisam começar a incluir as diversas táticas de mobile-first (celular como prioridade) em sua estratégia global de marketing digital.

Apesar da mudança nos hábitos de consumo, uma pesquisa realizada pela Publish revelou que grande parte dos anunciantes ainda não colocam o celular como centro de suas estratégias. A pesquisa, encomendada pela Publish, oferece informações valiosas sobre como as marcas estão usando o celular para se conectarem com seus públicos alvo.

Mais da metade (56%) dos 400 profissionais de marketing entrevistados mundialmente se classificaram como “iniciantes” em publicidade e marketing para dispositivos móveis, o que mostra que muitas marcas ainda não desenvolveram uma abordagem de mobile-first em suas estratégias de marketing digital.

As marcas precisam estar em constante aprendizado sobre as últimas tendências, técnicas e táticas, ou eles ficarão para trás e perderão novas oportunidades de negócio.

Marcas se esforçam para chegar à maturidade

Está muito claro que muitas marcas ainda são iniciantes em suas jornadas de publicidade móvel. A pesquisa revela que mais da metade (57%) dos anunciantes europeus se classificam como iniciantes, enquanto somente 14% utilizam estratégias avançadas de publicidade integrada.

Adicionalmente, existe um forte incentivo que elas desenvolvam mais conhecimento no assunto. Globalmente, mais da metade (59%) das empresas que se consideram como avançadas classificaram como “bom” ou “excelente” o ROI (retorno do investimento) das estratégias de mobile-first.

Grande investimentos em social focado na publicidade móvel

Social é o principal ponto de contato para os anunciantes no mobile, com conteúdoa patrocinados e posts sendo a estratégia mais frequente empregadas pelas empresas pesquisadas.

Quase 7 em cada 10 (67%) clientes-anunciantes europeus que responderam à pesquisa disseram que este ano eles estão aumentando seus investimentos em mobile no Facebook. O foco nas redes sociais está relacionado em como as marcas se esforçam para alinhar suas atividades de publicidade com as tendências e comportamento do consumidor.

Os anunciantes estão buscando o impacto de seus anúncios nas etapas mais iniciais do funil de vendas

A pesquisa mostra que a geração de leads e a venda online são os objetivos mais buscados pelas marcas que usam a publicidade móvel como estratégia.

A pesquisa paga é o canal líder para alcançar estes objetivos e, também, o melhor canal para gerar ROI positivo. Quase um terço dos Europeus que responderam à pesquisa (29%) estão usando pesquisa paga em mobile para geração de leads e 43% estão usando pesquisa paga em mobile para vendas online.

A popularidade da pesquisa paga pode ser consequência, em partes, do fato de ela poder ser direcionada para os consumidores que estão na última etapa do funil de compras, gerando o último clique que leva à conversão. Adicionalmente, a pesquisa paga performa muito bem no mobile, já que ela aparece no topo dos resultados — e telas pequenas tendem a desencorajar os usuários a navegarem na página. Os anunciantes digitais confiam na mídia paga, o que, em outras palavras, tem muito a ver com a facilidade de entregar ROI mensurável e consistente.

Porém, os anunciantes que estejam buscando alcançar os consumidores que estão no início do funil não devem desconsiderar outras táticas do mobile. Por exemplo, nenhuma estratégia de hiperlocal tem sido utilizada pela maior parte dos anunciantes digitais, o que possivelmente tem muito menos a ver com a eficiência desta estratégia do que com os desafios que ela oferece quando utilizada para alcançar consumidores no meio do processo do funil de compras (aqueles que ainda não estão prontos para conversão).

Na realidade, somente 31% dos participantes da pesquisa disseram que suas estratégias de atribuição possibilitam que eles analisem o real valor da publicidade no mobile. No entanto, devido à capacidade do hiperlocal em entregar anúncios relevantes e customizados preparado para as necessidades e interesses individuais de cada consumidor, os anunciantes não deveriam ignorar a influência que ele tem no alcance dos consumidores — desde que eles sustentem suas campanhas publicitárias com uma boa estratégia de atribuição.

Programática entrega crescimento

Anunciantes que entenderam as vantagens da mídia programática no desktop agora estão aproveitando os benefícios da entrega de mais dados e da abordagem de segmentação que o mobile oferece.

A pesquisa mostra que mais da metade dos anunciantes entrevistados estão usando display programático este ano (53%). Plataformas de gestão de dados vão continuar a ganhar força uma vez que os anunciantes buscam extrair o máximo de valor dos seus dados primários e de terceiros.

Seguindo em Frente

Para garantir o sucesso dos negócios, é imperativo que as empresas entendam a importância de utilizar estratégias de mobile-first em suas estratégias de marketing.

Com os smartphones se tornando a ferramenta preferida de busca online dos consumidores, as empresas precisam se adaptar às novas oportunidades que o mercado oferece e garantir vantagem em seu segmento.