Como o Stories do Instagram está te deixando chato (a)

Antes de me odiar, leia até o final ❤

Job de casa.

Eu sento na minha mesa. Apago todas as luzes e deixo apenas a luz do meu notebook iluminando o ambiente. Coloco uma música antiga, do qual nem sempre estou com vontade de ouvir, mas lá vou eu. Claro, tem que ser no Spotify.

Tenho que trabalhar, colocar tudo em dia, mas está faltando algo. Tiro os óculos, coloco de forma estratégica em cima do meu teclado, sempre olhando de vários ângulos, para saber se está perfeito, mas acho que as pessoas que vão me dizer isso.

Pego o celular e lá vou eu. Abro o aplicativo do Instagram e começo a fazer o meu “Snapgram”.

Pronto, agora sim posso começar a trabalhar.

Bar com amigos.

Todos se reunindo na Consolação com muita empolgação.

“Luciano! Desce uma pinga com mel aí!”, grito.

“Prá já!”, ele responde dando um sorriso e já pensando: “É hoje que eu tiro 90 mil da conta dessa turminha”.

Quando a bebida de cada um que está presente na mesa chega, um deles diz que antes de beber precisamos fazer um brinde. Peço para todos pararem, pois isso merece um ‘boomerang’ no stories do Instagram.

Enquanto a galera bebe e conversa, lá estou eu balançando o copo para frente e para trás, tudo para mostrar aos seguidores que estou bebendo. Novamente procuro o melhor ângulo, por mais que eu saiba que metade da galera não vê o “snap” até o final. Pra que olhar a porra de um copo balançando durante uns segundos?

Relacionamento.

A parceria te leva em um lugar incrível, com vários grafites pela parede, música de rua, crianças brincando e o que tu faz? Pega uma cerveja, segura com uma mão esticando o braço e faz um snapgram.

Fim!

Enquanto eu estava fazendo tudo isso, todos esses “Snapgram”, eu me divertia. Por mais que os intelectuais encontrem uma explicação que as redes sociais não passam de um epicentro da solidão, eu estava ali, me divertindo enquanto fazia. Mas será que não tem como reduzir isso ou pelo menos saber administrar nos momentos certos?

Não é legal colocar a câmera na cara do coleguinha que está conversando no bar — claro, se por ele estiver tudo bem, só vai.

Lendo e relendo esse texto até o final, quero ir contra o que eu coloquei no título. O Instagram não está te fazendo chato. As pessoas estão ficando chatas ao reclamar. Me incluo nessa. Bora melhorar comigo?