Flashcards, memorização e a técnica da repetição espaçada (ou como aprender qualquer coisa)


Você estuda, estuda e estuda, se esforça ao máximo para entender um assunto. Passa uma semana você lembra vagamente metade do conteúdo. Um mês depois você não sabe mais nada. Pois é, isso é um problema comum. Por quê? Se você estudou apenas uma vez o assunto, e não tocou mais nele, as informações foram apenas armazenadas na sua memória de curto prazo, você não treinou e exercitou seu cérebro com aquelas informações para que elas fossem salvas na sua memória de longo prazo.

Para você armazenar informações a longo prazo, você pode usar uma técnica chamada SRS — Spaced Repetition, que ao pé da letra significa repetir a mesma informação após um certo intervalo de tempo. Um outro nome usado é “repetição espaçada”, mas em português a técnica é conhecida como Fenômeno da Reminiscência (1, 2) ou princípio do espaçamento.

Fenômeno da Reminiscência — Como funciona?

  1. Você estuda um assunto pela primeira vez e armazena os pontos principais em flashcards usando um software de flashcards (cartões que de um lado possuem alguma informação podendo ser uma palavra, uma frase, imagem áudio, e no verso contém o significado, também em forma de texto, imagem, áudio, etc).
  2. Você revisa os flashcards, marcando corretamente o nível de entendimento. Em softwares de flashcards as 3 opções normalmente são: Difícil: você achou a informação difícil de lembrar. Bom: você lembrou, mas teve certa dificuldade. Fácil: você teve facilidade em lembrar de todas as informações.
  3. De acordo com a sua resposta, o software calculará um tempo a qual esse flashcard aparecerá novamente para você. Assim, quanto mais dificuldade você tiver com um flashcard, mais ele irá repetir durante sua revisão. Quanto mais facilidade, menos vezes você o verá, até que chegará um ponto que o Flashcard não irá mais aparecer para você, pois a informação finalmente estará na sua memória de longo prazo.
Em resumo: (1) você resume as informações em cartões virtuais, (2) você usa um software para estudar esses cartões numa ordem aleatória, (3) quanto menos você lembrar uma informação, mais essa informação será repetida para você revisar. Quanto mais você lembrar de uma informação, menos ela será repetida para você, e assim significa que ela já está em sua memória de longo prazo.

Um exemplo prático. Assuma que as posições na lista abaixo são os dias estudados (por exemplo: dia 1, dia 2, etc):

  1. No dia 1, você estudou os números em Chinês.
  2. Você revisou todos os números. Teve facilidade do 1 a 3.
  3. Você revisou os números 4 a 10 duas vezes. 1 a 3 apenas uma vez. Teve dificuldade no 6 e 9, logo revisou ambos 4x.
  4. Você revisou os números 1 a 5, 7, 8, 10 apenas duas vezes. E 6 e 9 novamente 4x.
  5. Números 1, 2, 3, 4, 5, 7, 8, 10 revisados uma vez. 6 e 9 apenas 1x.
  6. Apenas 6 e 9 revisados uma vez.

Uma semana depois você revisou cada número apenas 1x por semana. Nas semanas seguintes você não precisou mais revisar, pois os números já estavam em sua memória de longo prazo.

O fenômeno também ajuda a não sobrecarregar o cérebro e a não lhe causar fadiga. Assim, todo dia você pode aprender algo novo, enquanto vai revisando apenas a informação a qual você está prestes a esquecer.

Flashcards

Estudar por Flashcards é a melhor maneira para armazenar qualquer tipo de dados e fatos, e o ponto fundamental do fenômeno da reminiscência, pois você não está estudando para decorar apenas uma vez e nunca mais tocar no assunto. Com flashcards você pode estudar usando os dois lados de um fato ou dado, bastando inverter os lados do cartão:

  1. Frente: 你好 - nǐhǎo. Verso: Olá.
  2. Frente: Olá. Verso: 你好 - nǐhǎo.

Assim você estará treinando a sua mente para memorizar (qual a palavra? 你好 - nǐhǎo) e interpretar uma informação (o que 你好 - nǐhǎo significa? Olá).

O melhor disso tudo que flashcards são extremamente fáceis de serem criados. Podem ser criados com uma simples folha de papel ou um post-it.

Lindos flashcards do Chineasy

Você pode colocar o tipo de informação que quiser que lhe ajude a memorizar um assunto:

  • Palavras
  • Fotos
  • Desenhos
  • Áudios
  • Vídeos
  • Textos
  • Ligação com algo familiar ou eventos marcantes (por exemplo: ao tentar memorizar a palavra para cachorro, você pode colocar o nome do seu cachorro ou a foto dele).

Mesmo que exista uma liberdade na criação de flashcards é interessante seguir as “20 regras para aprender qualquer coisa” (em inglês):

  • Quanto mais simples melhor.
  • Divida frases em diversos flashcards com uma ou duas palavras.
  • Use ligações familiares (criar um lugar imaginário, que pode ser construído inspirado num lugar familiar — como a própria casa da pessoa -, ou criar um lugar imaginário totalmente fictício, ou combinando ambas as coisas).
  • Mas, mais importante: USE IMAGENS TODA HORA (em inglês)!

Sabe o que torna isso ainda mais legal?

Segundo Cicero, quanto mais estranha, tosca ou chocante a imagem que você vincular a um item do aprendizado, mais facilmente você se lembrará da informação. †
“Eu sou um motorista de táxi”. Não se trata de uma imagem chocante, mas ela é tosca e isso ajuda a memorização.

Software e Mais Informações

Eu realmente AMO o Anki.

O software mais utilizado para criar e estudar com Flashcards é o Anki. Ele é grátis, possui versões para todos os sistemas operacionais, para celular e até uma versão web. Ele mantém seus flashcards e seus progressos na nuvem, assim seu estudo sempre fica sincronizado entre todas as plataformas que você acessá-lo, além de manter seu material seguro sem risco de perdê-lo.

Existem uma dezena de outros softwares, mas o meu interesse é focado apenas no Anki. Tanto que no próximo artigo falarei apenas sobre o Anki e como usá-lo!

Enquanto isso, você pode ver mais sobre Flashcards, bem como uma lista adicional de softwares, nessa matéria em português: Entenda o método flashcards para auxiliar nos estudos.

† Referências em relação ao uso de imagens estranhas, chocantes e/ou familiares: Art of Memory: One of the earliest sources discussing the art, the Ad Herennium emphasizes the importance of using emotionally striking imagery to ensure that the images will be retained in memory; Cicero de Oratore: He inferred that persons desiring to train this faculty must select localities and form mental images of the facts they wish to remember and store those images in the localities, with the result that the arrangement of the localities will preserve the order of the facts, and the images of the facts will designate the facts themselves, and we shall employ the localities and images respectively as a wax writing tablet and the letters written on it.; How I learned a language in 22 hours: Studies have confirmed what Cicero and the other ancient writers on memory knew well: the stranger the imagery, the more markedly memorable; Palácio da Memória.

Créditos da Imagem de Capa: Chineasy e The Life and Times of An Undergrad.

Texto também publicado no blog: http://aprenderchines.com.br/flashcards-memorizacao-e-a-tecnica-da-repeticao-espacada/

Acompanhe: Blog — Facebook — Twitter — Medium