Como a meditação melhora a nossa vida?

Muitas vezes quando buscamos qualidade de vida, achamos que apenas uma mudança de hábitos já basta para melhorar a nossa saúde e a nossa vida. Porém, muitas vezes quando já estamos no meio da jornada, começamos a ter dúvidas se aquilo realmente está adiantando, seja uma dieta mais saudável, exercícios físicos, ou seja qualquer outro hábito benéfico.

Muitas vezes essas dúvidas surgem, pois, nossa mente está tão cheia de pensamentos, que acabamos fazendo tudo à mil, sem focar no que importa. É por isso que cada vez mais aparecem novos adeptos da meditação.

O que é a meditação?

A meditação pode ser definida como uma das jornadas mais importantes que você fará: a jornada do autoconhecimento. A meditação ajuda a relaxar, a tranquilizar-se, a focar melhor naquilo que queremos, a nos conhecermos mais, a mudar a forma de como pensamos, a dormir melhor e a se alimentar de forma correta.

Ao contrário do que muitos acham, a meditação não é algo exclusivo de religiões; tampouco é uma religião. Sim, você terá a oportunidade de aprender a evoluir espiritualmente, mas isso não significa que você precisa seguir uma religião para meditar.

Por que meditar?

Com a meditação você será lembrado de coisas sobre si mesmo que você já havia se esquecido, dando a oportunidade de fazer com que você evolua. Aprenderá a curtir o silêncio e aprenderá a mudar a sua maneira de pensar e de reagir, podendo aumentar a qualidade de suas atitudes, de suas ações e de suas interações.

Com o passar do tempo, quanto mais você praticar, você perceberá que estará com mais concentração, prestando maior atenção no seu trabalho, nos seus estudos, etc. Perceberá que você estará mais calmo, lidará com situações difíceis de uma maneira mais fácil e poderá se sentir mais compassivo. Além disso, a prática de meditação ajuda a reduzir os sintomas associados à depressão, aos distúrbios de ansiedade, a dor, e à insônia.

Não importa quanto tempo a sua meditação dura, se for três minutos por dia, ou trinta, os efeitos benéficos duram enquanto você manter essa prática.

O que acontece quando medito?

No momento que você está meditando, o seu cérebro para de processar as inúmeras informações que recebemos quase que todo o tempo. Graças a esse “desligamento” momentâneo, podemos focar naquilo que precisamos de uma forma mais eficaz, além de isso possibilitar que recebamos uma informação com maior clareza e tranquilidade. Isso acontece porque, toda vez que começamos a nos dedicar a um comportamento repetidamente, as chances de o nosso cérebro mudar são grandes. Isso é chamado de neuroplasticidade.

Isso é ótimo, pois graças a essa habilidade, os neurônios podem mudar a forma de como eles se comunicam entre si com a prática, fazendo com que nós mudemos inúmeras coisas. Por isso que há tantos benefícios de se meditar.

Tipos de meditação

Muito bem, você foi convencido por esse texto ou por qualquer outro motivo ou pessoa, e agora quer meditar, mas não sabe como. Então você resolve fazer uma simples busca na internet e encontra diferentes técnicas. Embora a meditação possa parecer muito simples, realmente há diversas maneiras de fazê-la. Abaixo, alguns tipos de meditação mais conhecidos:

  • Meditação “corpo são”: Uma das meditações mais comuns e mais simples, muito usada pelo budismo japonês, utiliza a concentração na respiração, nas batidas do coração e/ou na pulsação do corpo e é feita na posição de lótus (sentado com a coluna reta e as pernas cruzadas) e de olhos fechados.
  • Meditação “cristã e bhakti-ioga”: É a meditação que utiliza a repetição de mantras (sons) e tem como foco divindades, preces ou textos sagrados. É feito duas vezes ao dia, sentado com as costas retas em algum lugar tranquilo, e então o mantra “maranatha” é repetido.
  • Meditação “transcendental”: Não requer concentração ou contemplação, a pessoa medita repetindo uma palavra de sua escolha.
  • Meditação “dinâmica”: Criada no ocidente, é uma técnica de meditação que mistura elementos culturais como danças, músicas e movimentos.
  • Meditação “Raja yoga”: O foco dessa prática é a reflexão, onde os praticantes sentam-se confortavelmente e de olhos abertos mentalizam pontos positivos da natureza humana.
  • Meditação da “concentração”: Também muito utilizado pelos budistas e hinduístas, os praticantes concentram seus pensamentos e emoções em algum mantra, em alguma forma geométrica ou em alguma cor.
  • Meditação “mindfulness”: técnica de meditação budista, tem ganhado notoriedade pois é muito utilizado em workshops e por empresas. Baseia-se numa habilidade que todos temos, de estarmos conscientes e abertos à experiência presente, sem julgamentos. Dentro dessa técnica, há modalidades para diferentes objetivos. Mas essa técnica basicamente consiste em colocar toda a nossa atenção em algo, e dessa forma conseguir um resultado satisfatório e de qualidade.

Com informações: Brahma Kumaris Brasil, TEDx Talks, Minha Vida, Personare.


Originally published at wesco.com.br on March 24, 2016.
Texto feito para o blog da empresa Wesco.