Drogado e sem razão. Me vejo no fim que disseram…

* Título importado da música “VAGO” de Costa Gold.
Reclamou do que não aconteceu. Criou justificativas e omitiu sua culpa. Teorizou. De vida ruim, na situação onde precisaria de esforço físico e mental. Ficou inerte e preferiu fugir da realidade… bebeu, fumou, ficou louco.

#shot #inércia #22/02

Para que eu possa explicar os problemas gerados pela inércia em nossas vidas, preciso que me informe:

Você é feliz com a sua vida?

Talvez você não saiba responder isso. Mas graças a “Friedrich Nietzsche” (filósofo Alemão do Século XIX), temos uma fórmula bem forte para arrancar esta resposta de você.

Se aparecesse em tua frente, um espírito de um ancião, e lhe dissesse a seguinte frase: “Acabo de lhe enfeitiçar. Quando você morrer, irá nascer vivendo a mesma vida que está vivendo agora. Nada irá mudar, dos mínimos aos máximos sentimentos, alegrias, dores e acontecimentos. E quando morrer nesta segunda vida, nascerá vivendo a mesma vida novamente, em um ciclo infinito.”

Você agradeceria este espírito ou entenderia como uma maldição?
Reflita sobre isso sem criar barreiras e justificativas. Seja auto-crítico, já que estamos conversando somente dentro da sua cabeça.

Ok! Você já tem a sua resposta. E este texto é dedicado a quem sentiu este feitiço como uma “MALDIÇÃO”.


Os males da inércia em nossas vidas.

  1. Você consumiu a sua vida, ou ela te consumiu?
  2. Aceitou o que foi aparecendo na sua frente ou batalhou para viver a vida exatamente da forma que mais lhe convém?

Geralmente, escolhe a opção de “maldição” quem permaneceu inerte por mais tempo em sua vida, aceitando o que o acaso lhe ofereceu. Iludido pela falsa liberdade de aceitar ou recusar o que aparece. Que é bem diferente de esforçar e dar sangue para executar o que mais deseja.

“Nietzsche” nos apresenta uma solução de fácil entendimento para solução deste problema:

“Viva cada instante, gastando energia suficiente para fazer daquele momento, um momento no qual gostaria que fosse eternizado

Ok, o que preciso fazer então PJ?

Quem sou eu ou Nietzsche para saber o que mais lhe agrada. O que podemos falar é que naturalmente, os que escolhem agradecer o espírito pelo feitiço, são pessoas que não aceitam a vida da forma que vem, que a distorcem furiosamente, usando a matéria prima mais importante que recebemos em vida: A Energia.

“ Poucos vivem. A maioria existe pra falar dos que vivem.” — @filiperet

Frustrado, colocará a culpa em terceiros, olhará para o céu revoltado com a pobreza do que veio. Ou aceitará pagar o preço para mudar sua vida, ou, irá se anestesiar, fugir deste mundo, drogado, jogando em sua frente distrações que despertem felicidades que duram 1min. Felicidade barata. Dessas que vemos ai pelo YouTube.

Inerte. Até que uma porrada o tire do lugar de conforto. — Newton (rs)

O quão maior a porrada, mais rápido o corpo se movimenta? Seria assim com as dores da vida também? Espero que este texto tenha doído então, sinal de um empurrão. Se permanecer sem aceitar a dor do atrito na vida enquanto se movimenta, em seu último suspiro de vida, receberá a porrada mais forte existente — sentir que não viveu.


#SHOTS é um compilado de 4 vídeos curtos que abordam 4 temas básicos da vida, que servirão como prefácio da primeira temporada de “Virando o Jogo”. A intensão destes vídeos é despertar fortes reflexões sobre como levamos nossas vidas e preparar o público para uma boa aderência ao conteúdo que será apresentado.

Empreendedorismo para quem tem estomago forte:
Inscreva: https://goo.gl/uUpbXZ
Curta: http://fb.com/virandoojogooficial
Meu Instagram: https://www.instagram.com/apenaspj/