“Ela quer vida leve. Levinha 🍃 ” — 13

Observação: Texto não recomendado para menores de 18.
Cada personagem e história apresentados aqui, são reais. Qualquer incômodo psicológico gerado na leitura e reflexão deste texto é por sua conta e risco.
“13” é um projeto do canal “Virando o Jogo” onde vivencio e documento um dia completo ao lado de 13 pessoas com padrões sociais excêntricos, com a finalidade de reflexão, ampliação do nível de consciência e compreensão da natureza humana.

Quem: Anônima, 17 anos, Estudante.
Onde: Belo Horizonte, Minas Gerais.
Quando: Outubro. 2016.

11h20 — “Quando a Rapunzel joga suas transas.”

Já não aguento mais ficar deitada. De celular na mão, vejo 127 mensagens não lidas no Whatsapp (rotina), a maioria enviadas por homens entre 14 e 35 anos, que me enviam desde palavras doces (como um singelo “bom dia linda”) até fotos com pacotes de dinheiro, drogas, casas de luxo, fotos intimas, rolês dos melhores, carros importados, barrigas malhadas e tudo aquilo que acreditam que chamará a minha atenção por algum instante. Diferentes idades, diferentes estratégias, o mesmo objetivo.

Agora, você pode estar se perguntando, quem ganhará minha atenção em meio à centenas de mensagens. O CAVALHEIRO, é claro!

Esse… foram raras suas mensagens e ligações. Uma vida extremamente ocupada, forjando a melhor espada, a melhor armadura. Focado em criar as melhores estratégias de combate para que vença com primor o verdadeiro mal que me assola fora destes muros, um dragão do tamanho da minha vaidade, e que se intitula como “Realidade”.

Este é o homem, capaz de anular todo o tédio que me anula.
Basta um assobio forte, para que eu corra para a janela e o veja ali. Ao lado de um belo cavalo branco e todos os meus medos imobilizados.

18h00 — “Sede de sangue e vida. Drácula.”

Saio de mãos dadas com um príncipe que a cada momento, insiste em massacrar o meu tédio, me oferecendo o melhor alimento, intensas doses de vida: Novas conversas, gestos, demostrações de proteção, movimentos e pensamentos ágeis. Toda essa aplicação de energia, dedicação, em busca do que pra mim é um simples “sim”.

Sua aceleração e seu desgaste me entorpecem.
Um príncipe que não se conserva, perece por mim, rapidamente.
Papoula para a minha alma. Prova do maior amor.

Ele deseja que eu reúna dentro de um só abraço, todos os seus anjos e demônios. Abraço que me aproxima do pescoço, onde tenho a melhor perspectiva do pulsar de sua vida. Essa magia que atrai os opostos.

04h20 — “Branca de Neve”

Chego em casa, salto alto em mãos para zero barulho.
A cabeça no travesseiro trás a tona uma série de pesadas reflexões. 
Sinto morder uma maça envenenada que me faz adormecer novamente, interrompendo toda a magia de um conto.

Novamente me encontro à espera de um poderoso beijo que me tire completamente das garras da realidade. Que me desperte deste tédio; Que me tire dessa cama e torne leve todos os meus passos.

Pois já não aguento mais ficar deitada.

“ Hoje é outra noite outra chance pra poder sorrir
Ela quis, viver outra noite esquecer tudo o que houve aqui
A pista avermelhou então abre alas deixa ela passar
Que hoje mostra à que veio deixa ela dançar deixa ela dançar”

Vermelho — Dalsin < Escute no Youtube.

Aumente seu nível de consciência:
Inscreva: https://goo.gl/uUpbXZ
Curta: http://fb.com/virandoojogooficial
Meu Instagram: https://www.instagram.com/apenaspj/