Pai

O Meu Pai

Tem indivíduo que aparece e some, o de noite de prazer, 
aquele que produz o filho, mas que não o vê crescer.

Aqui não é para esse indivíduo que às vezes vem ou vai; 
isso aqui é a todo homem, que faz honrar a palavra “Pai”.

Todo pai vai na frente, para a família bem vir atrás. 
Ao filho, o pai é forte, bravo e hábil como um Ás.

Seja jovem ou seja velho, ao pai devoto admiração, 
de quem, calmo ou severo, no escuro me dá a mão.

Ó pai, meu pai, que a mim és arrimo, lança e escudo, 
fortaleza que não racha, mas se trinca escondes tudo.

Me ensinas muita coisa, com exemplo, fala e amor, 
sendo meu modelo vital de como agir no gozo ou dor.

Não há espaço em versos, a dizer tudo que o pai assenta. 
De sua importância e valor, e de como isso nos orienta.

Minha eterna gratidão, pelo o que em mim o senhor constróis. 
Obrigado, amados pais, que a nós filhos sois sempre heróis!