Especial Copas:

A partir do próximo texto, começaremos uma série falando sobre jogadores que atuaram em Copas, tiveram grande destaque, mas não conquistaram o mundo. Isso é de costume do “Arte do Futebol”; exaltar quem fica por trás dos panos.

Para começar, falaremos sobre um dos destaques da seleção chilena que disputou a Copa de 1930, o chileno Guillermo Subiabre, e vamos até o costa-riquenho Keylor Navas.

Estes serão os jogadores citados:

Uruguai 1930: Guillermo Subiabre (Chile)

Itália 1934: Oldřich Nejedlý (Tchecosolváquia)

França 1938: Gyula Zsengellér (Hungria)

Brasil 1950: Joe Gaetjens (Estados Unidos)

Suiça 1954: Erich Probst (Áustria)

Suécia 1958: Helmut Rahn (Alemanha Ocidental)

Chile 1962: Valentin Ivanov (União Soviética)

Inglaterra 1966: Luis Artime (Argentina)

México 1970: Anatoliy Byshovets (União Soviética)

Alemanha Ocidental 1974: Andrzej Szarmach (Polônia)

Argentina 1978: Roberto Dinamite (Brasil)

Espanha 1982: Dominique Rocheteau (França)

México 1986: Alessandro Altobelli (Itália)

Itália 1990: Tomáš Skuhravý (Tchecosolváquia)

EUA 1994: Oleg Salenko (Rússia)

França 1998: Dennis Bergkamp (Holanda)

Coréia do Sul/ Japão 2002: Ahn Jung-Hwan (Coréia do Sul)

Alemanha 2006: Dwight Yorke (Trinidad e Tobago)

África do Sul 2010: Diego Forlán (Uruguai)

Brasil 2014: Keylor Navas (Costa Rica)

Arte do Futebol. Um blog futebolisticamente artístico.

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Relacionado

Like what you read? Give Arte do Futebol a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.