Review do Android 5, por um ex-usuario de Windows Phone

Um tempo atrás, comprei meu primeiro smartphone.

Era um LG P500.

Era um mid-end na época (mais pra low-end, mas ok). Era razoável.

Passou mais um tempo, e quis trocar o telefone. Naquela época não tinha um Android bom e relativamente barato. Então, escolhi ficar com o Lumia 820, mesmo contra a vontade da torcida.

Passado mais um tempo, o 820 quebrou e comprei um Lumia 520 usado na pressa.

E depois de alguns meses, ganhei um Moto G (segunda geração) de presente.

E chegamos aonde queríamos:

Sobre o Android:

  • Esta mais bonito que as versões anteriores. Tenho um tablet barato com Kitkat aqui, então dá pra ver as diferenças quase diariamente.
  • O Material Design é muito bonito.
  • O Google Now beira a linha fina entre ser útil e ser irritante.
  • É estranho — e pratico (as vezes)— pesquisar algo no computador e depois aparecer no tablet e telefone.
  • Os ícones não serem padronizados é um fato que irrita depois que me contaram.
  • O Google+ é carente demais.

As diferenças:

  • O aplicativo do Youtube é meio estranho, trava com certa frequência no tablet (ele tem pouca RAM, mas o único aplicativo que tenho problemas é o Youtube, enfim), e por motivos um pouco óbvios, não dá pra deixar o vídeo rodando no background. Os (diversos, só pra constar) aplicativos para o Youtube pro Windows Phone faziam o serviço melhor.
  • O Windows Phone lida com os contatos de forma extremamente melhor que o Android. Ter que por foto na mão é um saco.
  • O aplicativo da Caixa é pior ainda no Android. Não é como se fosse muito bom no Windows Phone (quando saiu, o que demorou pra rolar).
  • O aplicativo do Feedly é ruim. O Nextgen Reader era melhorzinho.
  • O Android lida os players de musica de um jeito estranho. Cada aplicativo tem seu “player próprio” e dá pra rodar dois ao mesmo tempo (não tocam ao mesmo tempo, mas ficam lá). No Windows Phone era um só pro sistema todo.
  • O Skype é bem melhor no Android. E o Office.
  • Dá pra ligar no WhatsApp. E no Messenger do Facebook. Nenhum presta pra isso.
  • O aplicativo de agenda do Android é melhor que o do Windows Phone. Mas a interface web do Google Agenda é pior que o da Microsoft. (dá pra sincronizar o da MS no Android, mas vira suruba).
  • Não instalei o Snapchat até hoje no Android. Nem pretendo.
  • O app padrão de emails no Windows Phone era melhorzinho que o Gmail. Mas pasmem: o Outlook pro Android é melhor que os dois.
  • O Windows Phone é um saco pra atualizar aplicativos e sincronizar os contatos/agenda. O Android faz na hora, o Windows Phone faz quando acha conveniente (não sei se é pra economizar bateria ou foi cagada).

Sobre o telefone

  • Muito boa a tela dele.
  • O Android da Motorola não é tão puro assim, mas é o suficiente. Nunca usei os 3 apps que ela colocou (e podia dar pra tirar eles, mas ok).

Sobre os apps…

Dizem que o Android tem apps. O Windows Phone não. Isso é mais um menos verdade.

Os aplicativos que não tinham no Windows Phone era o do Nubank e o da HP pra imprimir por Wi-Fi (no Windows Phone tem, mas nunca funcionou comigo). Tinha um outro, mas descobri que o aplicativo pra celular é ruim e deixei pra lá.

Porém, o Authy é bem melhor que usar o autenticador da Microsoft (ele sincroniza as chaves, o que não sei se é bom ou ruim, pensando agora). O Telegram é bem melhor no Android também. Instagram e Facebook não fizeram diferença nenhuma.

O Twittnuker, aplicativo que uso pro Twitter, é bem melhor que o oficial (tanto no WP quando Android) e os de terceiros que tentei no WP. Se bem que não tentei os pagos.

Conclusão

Ao contrário de alguns amigos meus, consigo utilizar ambos os sistemas normalmente. Um tem uma coisa melhor que o outro e vice versa, mas no fim tanto faz. Mantenho meu Lumia 520 por perto pra algumas coisas ainda.

Veremos o que será do Windows Phone quando o Windows 10 virá.