Parangari – Ravi Aynore. 2016

Quem foi que disse?

E se minhas palavras forem combinações bizarras da somatória das coisas que minha cabeça passa?

Só você não passa.

Fico febril pra sempre!

Em meu baú de ex…

E se fores a tampa que o lacra?

Eu, outra vez, lá dentro trancado.

Lá dentro rezo.

Lá dentro peço.

Ladrão.

Que me roubou a lógica e me deixou a culpa.

E se a culpa for o mal dos poetas?

Que deus sou eu agora?

Me problemizo,

Falo torto,

Minha arte é gaga.

Gaga… Gaga…

Lady Gaga!

Que de tão presente,

Me dividiu.

Me separou.

Deu dois passos em direção à porta e eu entendi.

Sem você sou menos,

Sou mais nós,

Enfim.

Fim!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Morceguinho Solitário’s story.