Primeira Liga: Atlético/MG 0 x 2 Flamengo

No Mineirão, o Galo de Diego Aguirre estreiou na Primeira Liga diante do Flamengo de Muricy. Após ter vencido a Flórida Cup, o Galo vinha embalado, enquanto o Fla havia perdido nos pênaltis o amistoso diante do Ceará e perdeu também para o Santa Cruz.

Mas ali era para valer. E o jogo valeu a pena, principalmente para o lado para a torcida rubro-negra. O clássico estadual não poderia começar diferente. Intenso, disputado e muito movimentado. O Galo começou tomando a iniciativa, pressionando logo no início, propondo o jogo com mais intensidade, com toque de bola rápido, triangulações, tentado furar as linhas rubro-negras. O Fla buscava as saídas rápidas nos contra-golpes.

Organização tática das equipes para a partida. (TacticalPad)

O Galo se organizava no 4–2–3–1, com Pratto na frente, como referência, se movimentando, buscando o jogo, saindo da área, fazendo o pivô. Na linha de três meias, Dátolo centralizado, Patric nadireita (no lugar de Luan) e Giovanni Augusto na esquerda. Rafael Carioca e Leandro Donizete faziam a transição defesa-ataque atleticana.

Intensidade no início de jogo. 5 atleticanos no campo de ataque. (Reprodução SporTV)

Já Muricy levou a campo o mesmo time que disputou o amistoso contra o Santa Cruz. O 4–3–3/4–1–4–1 com Márcio Araújo no entre-linhas. Willian Arão e Éverton eram os interiores, enquanto Sheik e Gabriel eram os extremos, com Guerrero na frente. Defensivamente, setores compactos, negando os espaços. As principais chances rubro-negras eram pelo flanco direito com Rodinei, Gabriel e Willian Arão.

Com 10minutos de partida, após cobrança de escanteio carioca, o Galo saiu em rápidez com Dátolo, que carregou a bola até a entrada da grande área adversária, tocou para Lucas Pratto que cruzou rasteiro e achou Giovanni Augusto que bateu rasteiro. Márcio Araújo tirou em cima da linha. Quase gol do Galo.

Flagrante do contra-ataque atleticano. Dátolo tocou para Pratto, que deu belo passe para Giovanni Augusto, que perdeu chance clara. (Reprodução SporTV)

A etapa final foi diferente da primeira. Muricy aproveitou o intervalo e o Fla voltou melhor. Diferentemente da etapa inicial, o Fla mudou a postura. Marcando em cima do Galo e seguro na defesa, deu trabalho para a equipe mineira.

Logo aos 22’min, Paolo Guerrero abriu o placar e saiu do jejum. Em um contra-ataque rápido, Marcelo Cirino (que havia entrado aos 18’min da segunda etapa) na direita, acionou o peruano na entrada da área, que bateu firme, no alto, sem chances para Victor. Acabou o caô! O jejum terminou!

E aos 42’min, veio o segundo! Sheik deixou Guerrero sozinho, a zaga atleticana deixou o atacante rubro-negro sozinho ele carregou a pelota, ficou frente a frente com Victor e bateu firme, rasteiro. Fla 2 a 0.

Enfim, depois de duas derrotas em amistosos, o Fla venceu a primeira do ano. Ainda é cedo para falar muito, pois é início de temporada, fase de entrosamento, ritmo de jogo, adaptação.

Like what you read? Give Blog do Barud a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.