Mais uma de solidão

Apenas parado em meio a multidão e
este sou eu sendo bobo mais uma vez.
Porque continua tudo confuso,
e parece só piorar.

Aceito sua oferta e até sigo teus passos,
mas não leve a mal,
preciso conhecer o caminho
para ter um pouco de razão nesta decisão.

Está tudo tão confuso.
Me sinto desolado ao perceber
que todas as belas paisagens, a vivacidade e cada pôr-do-sol
não têm a menor graça se eu estiver só.

Frustante confirmar que não consigo ser independente,
resolver tudo sozinho. 
Seria tão mais prático se fosse possível,
já que estão todos loucos.

Não hesito em repetir:
é Loucura tudo o que se passa!
Causada por cegueira
e falta de verdade.

E eu acabo sendo bobo de novo
depositando minhas esperanças
nas supostas boas intenções dos que passam perto,
mesmo sabendo aqui é cada um por si
e o resto… pensa da mesma forma.

Será desespero meu, ou excesso de ingenuidade?
Só sei que é algo difícil de arrancar de mim.
Acredite, já tentei,
Mas então aquela esperança reacende sem minha permissão
e me faço bobo de novo.
Só mais uma vez,
e mais uma…
e mais uma.

Talvez seja um sinal de Luz,
com a previsão de um tempo bom.
Mas pela visão que tenho daqui, agora, é apenas
uma triste perda de tempo.

Então repito, quero conhecer o caminho.
É difícil seguir o ritmo às cegas
pra quem se sente mais confortável em apenas conduzir
e sofrer com as próprias escolhas.