Cruzeiro bate de frente contra qualquer um; Grêmio organizado, com Luan voando


O segundo tempo do jogo contra o Corinthians na última quarta-feira, mostrou um caminho novo para o Cruzeiro. Com chances de empatar a partida em Itaquera, quando deixou de ser tão pragmático, pegou a bola para si e jogou melhor. Arriscar mais, com a força de frente da equipe, foi o que o Cruzeiro fez hoje no Mineirão diante do Grêmio pela oitava rodada do BR-17.

Jogando assim mandava no jogo, mas contra o Tricolor gaúcho corria risco. Acertou a trave duas vezes, tomou 2x0 em duas jogadas de bola parada. Gol de Everton e Michel. Renato Gaúcho pode não ser o “estudioso”, a comissão dele é, por isso a equipe tem jogado tão bem. Vai bem na bola parada e cria muita chances, mesmo quando não é melhor em campo.

Jogando com menos posse de bola, por pouco não fez o terceiro em contra-ataque 4x1. A tomada de decisão não foi a melhor.

Ambos jogavam no 4–2–3–1, no Grêmio Luan era o ponta de lança móvel, Ramiro o meia que segurava o lado direito e aparecia na sobra. Everton o centroavante moveu e Pedro Rocha o atacante pela esquerda. Michel e Arthur como volantes.

No Cruzeiro Robinho fazia o armação pela direita. Sóbis fazia o atacante móvel com Thiago Neves vindo pelo meio. Foi dele o gol no final do primeiro tempo, que diminuiu o placar. Boa troca de passes com chute de primeira do meia para o gol.

No inicio da etapa final, Sóbis recebeu ótimo passe de Thiago, finalizou cruzado, de esquerda (pé ruim) e empatou a partida.

Jogaço de duas equipes bem montadas por seus treinadores, mas que Mano, expulso, não via da beira do campo.

Para colocar o Grêmio novamente a frente, coube a genialidade de Luan. Ele lançou Pedro Rocha que ficou frente a frente de Fábio, Ramiro fez o gol no rebote, após chute do atacante — na sobra estava ele.

O camisa 7 do Grêmio é o diferente da equipe, por isso pode deixar o clube logo logo. Sem ele o Tricolor perde muito. Hoje é o melhor atuando no Brasil. Seleção para ele Tite!

Mas ainda tinha jogo e Robinho aproveitou que Thyere havia acabado de entrar, ainda frio na partida, no lugar de Kanneman (machucado), empatou driblando o zagueiro.

O melhor jogo do campeonato teve oportunidades para ambos marcarem o terceiro gol. Ele não veio, mesmo assim os cruzeirenses aplaudiram.

Com o resultado o Grêmio fica a um ponto do Corinthians (19/20), deixa escapar a liderança, mas soma quatro pontos depois de dois jogos dificeis fora de casa. O Cruzeiro sai com a sensação de poder bater de frente com qualquer equipe do Brasil após enfrentar o primeiro e segundo da tabela no momento, mesmo somando apenas um ponto. O desempenho foi bom.