Às vezes

Às vezes paro para dar ouvidos ao vento

Ao fundo posso ouvir sua voz

Apenas me chamando pra mais perto

Daí eu começo a fantasiar uma realidade

Na qual tudo é do jeito que eu quero

Onde nós dois podemos estar juntos

Sem ter que dar ouvidos aqueles a nossa volta

Apenas nos concentramos um no outro

E deixamos tudo pra depois

Apenas olho para o seu sorriso

Para o seus olhos

Para o nosso futuro…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.