O dia em que ouvimos “não” da Wikipédia

É preciso criar, experimentar e, por que não, aceitar que algo deu errado e tentar de outro jeito

Ricardo Resende/Unsplash

Nós estamos construindo um banco do zero, o C6 Bank. Queremos tirar do papel o sonho de desafiar o status quo e surpreender as pessoas, com relações verdadeiras, transformando a experiência bancária.

Desde o começo, tentamos fazer as coisas de um jeito diferente. Elegemos o bom humor como um dos nossos principais valores. Escolhemos o nosso nome inspirados no carbono, elemento que tem a capacidade de se ligar em diferentes arranjos, formando ligas leves e resistentes. E decidimos que vamos ser um banco que joga frescobol, o que quer dizer que acreditamos na cooperação e na empatia.

Para descrever o nosso jeito de trabalhar, inventamos uma palavra, autorcracia, que significa que o poder emana do autor. Queríamos contar para todo mundo que acreditamos nessa ideia. Quando tentamos publicar um verbete na Wikipédia, recebemos uma mensagem pior que aquela “HTTP ERROR 404 NOT FOUND”.

Soubemos que nosso verbete não se ajustava às regras da comunidade.

Os editores da enciclopédia disseram que “nada evidencia a notoriedade de tal palavra/conceito”.

A palavra não tinha notoriedade porque ainda não existia! 🤷‍

Apesar da negativa, nós encaramos essa etapa como algo positivo. É preciso criar, experimentar e, por que não, aceitar que algo deu errado e tentar de outro jeito. Afinal, “abrace seus erros e construa seu sucesso” é o mantra de uma das conferências mais legais do Vale do Silício, a FailCon, em que empreendedores, investidores, desenvolvedores e designers se encontram para debater as próprias falhas e se prepararem para o sucesso.

E nós continuamos acreditando na autorcracia. A nossa solução para contar para todo mundo o que é isso? Publicar no Medium! Acesse e conte para gente o que você achou: https://medium.com/@C6bank/autorcracia-o-poder-emana-do-autor-3bd2b4a65408