Título para gerar pseudo-polêmica e controvérsia falsa

Parágrafo de abertura descrevendo uma situação óbvia e corriqueira que não afeta a vida (real) de ninguém, tratando como se fosse algo de suma importância. A situação é descrita em detalhes afinal é preciso estabelecer a credibilidade do autor como expert do assunto.

Bloco onde vários exemplos são catados a dedo, reforçando os resultados negativos e ignorando todos os outros. Se o tema for pandas, listar os casos de ataque, não mencionando que todos foram culpa das vítimas.

Estabelecer a malignidade do tema, sem deixar dúvidas.

Parágrafo desqualificando as opiniões contrárias, uso de falácias liberadas. Não há problema em questionar a autoridade E acusar de Argumento de Autoridade no mesmo bloco de texto, listar os erros cometidos em 1974 pelos que defendem o argumento contrário.

Bloco onde sua posição contrária ao tema é isolada mas revestida de importância justamente por isso. Descreva casos onde opiniões isoladas no final estavam certas, ignore que isso é uma extrema exceção.

Citação irrelevante com metáfora de combate. Na dúvida, Sun-Tsu. Nunca falha.

Parágrafo onde você espertamente descreve os resultados das soluções que precisam ser tomadas para resolver o problema que não existe, colocadas de uma forma que soam óbvias, simples e que nem precisam ser detalhadas por você.

Bloco final onde você explica que nada mudará, pois os poderes estabelecidos não permitirão que as pessoas mudem tudo isso que está aí. Cuidado para não atribuir culpa ao leitor, ele nunca tem qualquer responsabilidade, mesmo imaginária. Se fizer isso você perde a simpatia dele, e mais importante, o compartilhamento.

E Pronto, você agora é um autor do Medium, está vários pontos hierárquicos acima de um blogueiro, embora tecnicamente tenha revertido ao final dos Anos 90, escrevendo de novo na plataforma de blogs de terceiros. yay hpg.net!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.