Qual a diferença entre grupo e equipe?

Para muita gente a frase “o trabalho vai ser em grupo” é praticamente um soco no estômago, seja na sala de aula ou no trabalho. Evitar a todo custo se unir a uma ou mais pessoas para realizar uma tarefa é tão comum quanto ouvir que “é melhor trabalhar sozinho”. Essa preferência se torna uma vida de martírio uma vez que com uma observação rápida ao nosso redor é possível concluir: o mundo é cheio de gente.

O legal é que gente unida é capaz de produzir coisas incríveis. A maioria dos grandes filmes de Hollywood une equipes que podem somar centenas de pessoas e todos sabem que poucas coisas são tão agradáveis quanto uma ida ao cinema. O que nos impede, então, de gerar resultados de qualidade cinematográfica com nossos colegas? A diferença entre grupo e equipe é uma questão de praticar algumas habilidades sociais e de conexão que, acredite, não demandam tanto esforço assim. Abaixo listamos alguns spoilers:

Numa equipe podemos ser sinceros

Quantas vezes deixamos de dizer algo por medo de julgamento ou de criar uma situação de desconfronto? Pois é, mas elas acontecem e são normais, é importante que a equipe esteja aberta a enfrentar criticas e situações controversas como algo natural, não procurar evitar desencontros como se todo mundo pensasse igual porque isso além de irreal não é saudável para criação coletiva.

Fazemos esforço real para entender o outro

Temos mil motivos para agir da maneira que agimos e isso é legítimo. O que deixamos escapar é que a outra pessoa também tem suas razões, vícios, traços de criação e enfrentam problemas que não fazemos ideia. Ouvir o colega e estar realmente disposto a entender suas razões e modo de agir é essencial e até estratégico para o bom funcionamento do trabalho.

Cooperamos ao invés de competir

Falar sobre cooperação nunca é demais, tratamos detalhadamente do assunto AQUI e vale repetir: estamos todos indo para o mesmo lugar, temos o mesmo projeto em mente, a necessidade de se sobressair ou diminuir os outros vai ser, no mínimo, contraprodutivo para um resultado de qualidade.

Nos sentimos parte do objetivo comum

Funcionamos muito melhor quando o assunto é pessoal e nos importa realmente. O esforço para construir uma motivação forte de cada um dentro da equipe é muito importante para que todos tenham foco e vontade real de fazer da certo, vale perguntar: por que esse projeto vai ser importante para cada um de nós? Ouvir as respostas também é parte importante do processo.

Confiamos

Um projeto de equipe pressupõe uma carga de trabalho que normalmente não cabe a uma pessoa só. Eu conheço e confio no trabalho de todos que estão aqui? Se fomos selecionados para a mesma tarefa quer dizer que temos talento e todos devem ser respeitados e ouvidos.

Admitimos nossos erros

Fingir ser perfeito é um peso que ninguém deve carregar, por melhores que possamos ser somos humanos, certo? Nem sempre, várias equipes se desgastam quando algo não acontece como planejado e na mesma hora inicia-se uma busca pelo culpado. Cada um deve entender suas fraquezas e admitir de bate pronto quando algo não saiu bem, assim evitamos comparações e uma espécie de placar para vigiar quem errou menos dentro da equipe.

A junção de ideias cria uma coisa maior (união de referências…)

Ok, você fez faculdade, fala três idiomas e deu a volta ao mundo… isso não faz de você a pessoa mais talentosa e espetacular do mundo, não encare o trabalho em equipe como uma oportunidade para provar o seu valor, tenha em mente o projeto e a criação incrível que pode surgir da união de diversas referências e histórias de vida.

Texto escrito originalmente para o blog do Flowmakers.