ANTIPETISMO X BOM SENSO

Visando o cenário político, podemos notar que chegamos em um nível tão intenso de intolerância que as pessoas não conseguem nem ouvir opiniões divergentes que já partem para a agressão verbal, e em casos mais extremos, até mesmo agressão física.

Como o antipetismo tornou o brasileiro agressivo, chegamos na altura em que não se pode ouvir o nome do partido, que independente da formação do candidato ele já não presta é corrupto, entre outras diversas ofensas.

O nosso segundo turno está sendo disputado por um bacharel em direito, mestre em economia, doutor em filosofia, professor da Universidade de São Paulo, etc. Contra um capitão reformado da AMAM — Academia Militar das Agulhas Negras — e formado em curso de paraquedismo oferecido pelo exército. Tendo isso em vista, o capitão reformado está com 57% dos votos válidos enquanto o professor está com 43% de acordo com o Ibope.

Ou seja, o povo brasileiro não está querendo alguém preparado, porque cá entre nós é desesperador ver um capitão sem formação acadêmica apenas com um curso de paraquedismo, sem preparo nenhum estar na frente de um professor, mestre e doutor na corrida presidencial. E o problema disso tudo, é justamente porque o professor está coligado com um partido que causou um certo transtorno econômico no país, por falta de controle e planejamento de poder.

‘’Ah, mas ele é um militar, ele saberá dar um jeito na segurança do país’’ — eleitor do capitão reformado.

É muito comum ver argumentos como esse, na hora de conversar com pessoas a favor do capitão. Porém, recentemente o próprio afirmou que não tem controle sobre os ataques que seus eleitores vêm realizando contra a oposição. Agora, se ele não tem controle sobre esses pequenos ataques que vêm acontecendo, como ele irá ‘’dar um jeito na bandidagem’’ que assombra o nosso país? Sem contar que em seus discursos ele não fala de seus planos de governo e deixa tudo nas mãos de seus ministros que sabe se lá quem serão.

Enquanto além dele, temos também o seu suposto vice que é um militar, no caso um general, que dá alguns discursos — assustadores — referente aos direitos trabalhistas que foram conquistados na Era Vargas. Que aliviou a vida de pessoas que trabalhavam quase 14 horas por dia, sete dias por semana, para chegar um general e dizer que ‘’o décimo terceiro não favorece ninguém’’, enquanto sabemos muito bem que o décimo terceiro é um dinheiro nosso por direito.

E o argumento do capitão contra o professor em debates que ocorrem via internet, já que o próprio diz não ir aos debates de televisão por estratégia política — claramente para não passar vergonha no momento em que for perguntado sobre seu plano de governo para o país, que se encontra em um estado muito delicado –, é justamente o ‘’kit gay’’ que todos aqueles que pesquisarem um pouco, vão notar que a distribuição do tal livro, nunca esteve no plano de governo do professor quando foi prefeito da cidade de São Paulo.

As pessoas não estão enxergando as propostas e o preparo dos candidatos, a maioria do eleitorado infelizmente está enxergando uma forma de exterminar um determinado partido que errou, errou feio, mas também abriu portas para muitas pessoas que não conseguiam enxergar um futuro prospero e hoje possuem um leque maior de oportunidades.

Essas pessoas que visam vingar-se do determinado partido, serão aqueles que nos momentos de desespero, estarão gritando novamente pela sua liberdade de expressão e por uma política democrática, mas até lá talvez seja tarde demais.

Ou seja, você que está lendo esse texto e chegou até aqui, ainda dá tempo de repensar os seus valores e lutar por uma sociedade justa e democrática, faça a sua parte no dia 28 de outubro.

Vote conscientemente.