O quanto ganhamos lendo Virginia Woolf
Stephanie Borges
17511

Já faz muito tempo que li “Mrs Dalloway”, mas lembro bem uns tropeços no começo, tive que reler muitos trechos até entrar no “fluxo”. 
Amo o quanto ela é irônica, o quanto de crítica tem nas entrelinhas (e à vezes nas linhas mesmo rs). “Orlando” então! Tem umas passagens engraçadíssimas apesar de trágicas, porque muitas vezes relacionadas à hierarquia entre os sexos. “Flush” também é assim, e mais descontraído, é delicioso!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Cecília’s story.