Votos e Registros Judiciais dos Deputados Federais do Rio de Janeiro

A Carol Ribeiro teve uma ideia excelente: copiar os discursos proferidos pelos deputados federais e somar à eles os registros judiciais de cada um.

As informações que ela utiliza são baseadas em um trabalho da Revista Piauí, a partir do cruzamento de dados do site Excelências e do Transparência Brasil, que são fontes primárias dessa iniciativa.

Você pode acompanhar todas as justificas que a já Carol fez em seu perfil pessoal no Facebook. Vou destacar um deles:

“Senhor presidente, que a partir de amanhã, segunda-feira, Deus possa derramar muitas bençãos sobre o nosso Brasil e sobre a população brasileira”.

Esse foi o voto de Washington Reis (PMDB-RJ), que está entre os cinco deputados que tem mais pendências judiciais. São 30 e podem ser conferidas aqui:

47% dos Deputados Federais do Rio tem pendências na justiça. Aqui a Lista dos Fluminenses e suas ocorrências. (O PDF completo está aqui)

Um grupo de ao menos 21 deputados é “alvo de inquérito aberto com a Operação Lava Jato, da Polícia Federal”. Entre eles, está o presidente da Câmara, o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O outro representante do Rio de Janeiro é Simão Sessim (PP). Aqui é possível conferir como votaram os Deputados envolvidos na Lava Jato.

Se quiser mais dados sobre os deputados, vale a pena conferir o trabalho da Agência Lupa: Impeachment: proporção de deputados com registros judiciais se equilibra entre o ‘sim’ e o ‘não’ e também: Dos 513 deputados, 299 têm ocorrências judiciais; 76 já foram condenados.