A consistência do seu cocô indica sua maturidade como ser humano

Todo mundo que já saiu da casa dos seus pais sabe do que eu estou falando. Na primeira semana na sua casa nova, morando sozinho, seu cocô fica mole.

Óbvio, sua mãe não cuida mais da sua alimentação, não te faz comer verduras e frutas, você acaba fazendo suas refeições fora e ainda inocente vai direto pro mexicano, McDonald’s ou o parmegiana da padoca e não da outra, suas idas ao banheiro começam a ficam muito mais líquidas.

Eu ainda lembro a primeira vez que fiz cocô duro morando sozinho e foi uma momento de iluminação. Eu realmente não estava esperando, fazia algum tempo que eu já tentava mudar minha alimentação, cozinhei mais em casa, sem miojo e pizza congelada, comida de verdade mesmo, ficava ruim mas eu estava focado na missão de melhorar o aspecto das minhas fezes.

O dia chegou e foi incrível, me lembro claramente. Era um dia morno de primavera, final da tarde, o sol alaranjado batia na janela do banheiro e eu logo abri o candy crush no celular. Não pude acreditar quando senti meu reto dilatando. Finalmente, após meses cagando sem o diâmetro do meu rabo precisar se alterar, aquele cocô exigiria expansão máxima.

E foi ali, no momento em que metade do troço já tinha saído, no auge do esforço de dilatação da minha bunda, eu tive a revelação. Você só pode se considerar realmente um adulto, após ter cagado duro morando sozinho.

Antes disso, não importa se você já ganhou um prêmio Nobel da paz, tem um doutorado ou uma medalha olímpica, você é uma criancinha chorona, não passa de um muleque reclamão que não sabe o orgulho de uma cagada saudável autoral.

Like what you read? Give Cerebelo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.