HUMOR NEGRO

Já aviso, o texto tem uma temática delicada, pode aborrecer algumas pessoas. Portanto, se você sabe que se irrita quando comediantes exploram assuntos que fogem do politicamente correto, não leia. Se ler, pode me xingar, mas tente manter a calma, isso aqui é uma exploração artística, não um discurso político. Obrigado desde já.

Tem uma coisa que vocês precisam saber sobre mim. 90% do meu cérebro é normal, tem pensamentos que todo mundo tem e compartilha do senso comum. Os outros 10% é psicopata, quer ver o mundo pegar fogo. Por exemplo, esse pedacinho de mim quer ver o PMDB governar o país, a Dilma ser ministra da economia e a Xuxa de volta no horário nobre da Globo.

O problema é que essa pequena parte doente da minha personalidade é que escreve meu textos. Por favor, mantenha isso em mente enquanto lê o resto, será menos doloroso.

Eu nunca entendi por que existem pessoas que tem problemas com a sexualidade dos outros, não aceitam a maneira que o outro faz sexo. Na cabeça do indivíduo passa o seguinte:

“Se o jeito que aquela pessoa transa é diferente do meu, está errado, tem que proibir, tem que reprimir.”

Mas na verdade, se você analisar em detalhes, todo mundo tem uma sexualidade bem específica. Tem gente que precisa dar duas na mesma noite pra ficar satisfeito, gente que prefere tirar a própria roupa, outro que depois de transar precisa tomar um Toddynho. Eu particularmente, quando estou transando com a minha namorada, imagino que ela é uma garotinho de 12 anos.

Piada, isso é uma piada. Esse é um texto de piadas.

Ok, se você chegou até aqui e não quis me matar, você é capaz de acompanhar meu raciocínio seguinte.

Quando eu escrevi essa piada eu pensei em um negócio muito sério, todos nós temos um desejo sexual proibido. “Quero transar com o amigo do meu namorado; quero ficar com a irmã da minha ex-namorada”. E a gente se acha incrível por não concretizar esses desejos, nos achamos um anjo!

“Ai, eu não transei com a filha do meu chefe, eu sou de mais, tenho muita força de vontade, sou um exemplo de pessoa, deveriam fazer uma estátua em minha homenagem.”

Agora, imagine um indivíduo que tem um desejo violento por transar com criancinhas, mas passa uma vida inteira sem fazer isso. Esqueça Ayrton Senna e Pelé, esse é o verdadeiro herói brasileiro! Esse cara é foda.

Por que se você ficar com a amiga da sua ex vai passar pela sua cabeça:

“Meu Deus, eu vou partir o coraçãozinho dela, essa pobrezinha ficará em frangalhos, não sei se ela aguentará.”

Agora se o pedófilo enrustido concretizar a fantasia sexual proibida dele, vai causar um mal imensurável a outro ser humano! É muito mais difícil!

Você deve estar pensando: O mínimo que se espera de um adulto é não abusar de uma criança. Mas da perspectiva dele é igual deixar um bacon do lado de um gordo e falar pra ele não comer, pra ele é tão difícil quanto! Eu sei que é estranho comparar bacon com pedofilia, mas é verdade!

Ai o gordo emagrece e a gente fala o que?

“Porra, Gordo! Você é fudido cara, baita força de vontade. Parabéns mesmo!”

E o pedófilo que nunca comeu nenhuma criancinha? Ele é muito mais foda! Merece todo o nosso respeito! O cara é o Dalai Lama da pedofilia! É a Madre Teresa do abuso sexual infantil!

Desculpe-me se foi muito forte para você. Pode me xingar. A intenção aqui é distorcer o senso comum em busca de uma perspectiva cômica. E para mim, abordar assuntos delicados é uma maneira de aliviar a tensão e não menosprezar o problema.

“Tragédia é quando eu corto meu dedo. Comédia é quando você cai no bueiro e morre” Mel Brooks
Like what you read? Give Cerebelo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.