Liderança no Design, você nunca vai estar 100% preparado.

O importante é você sempre continuar evoluindo.

Ilustração byThunder Rockets Christovam dribbble.com/thunderockets

Existem desafios organizacionais, desafios de pessoas, desafios de processos e até de cultura. Isso torna tudo mais difícil! Todo o tempo que você estudou e trabalhou para se tornar uma referência técnica aos poucos é deixado de lado, você começa a trocar as suas ferramentas de trabalho por planilhas no excel, e troca os desafios técnicos por gestão de pessoas.

Tem um motivo por existirem tantos "chefes" ruins, nem todo mundo tem o perfil para gerir pessoas, e infelizmente nessas posições se você só tiver o lado técnico não vai conseguir ir muito longe.

Separei algumas dicas que podem te ajudar muito nesse processo:

1º Analise

Ilustração by Thunder Rockets | dribbble.com/thunderockets

Como um bom designer você pode começar analisando suas próprias experiências:

  • O que seus lideres faziam para te ajudar?
  • O que você gostaria que eles fizessem?
  • O que você repudiava?

Boa parte do que me define hoje como uma líder são os aprendizados que eu tive ao longo da minha carreira, e é isso que me diferencia. A parte técnica qualquer pessoa pode aprender, pode ver vídeos, ler artigos, fazer cursos… Mas como lidar com feedbacks negativos? Como saber dar feedbacks? Como ter maturidade para saber qual batalha você vai querer enfrentrar, isso é somente com o aprendizado do dia a dia. Essa experiência vai te ajudar a saber o que fazer, e o que não fazer.

2º Lidere pelo exemplo

Ilustração by Thunder Rockets | dribbble.com/thunderockets

Se você quer ser um bom líder, de o exemplo dentro e fora da empresa.

Será que se eu ficar sentada o dia inteiro vendo vídeos, ou jogando conversa fora, o time vai me respeitar?

Ou será que se eu exercer a empatia, pegando os problemas que o time tem e usar da minha posição de liderança para conseguir resolver, eles vão se sentir que eu estou ali para ajudar?

3º Não seja egoísta

Ilustração by Thunder Rockets | dribbble.com/thunderockets

É bem comum você receber alguns "benefícios" por ser líder, ao invés de você se colocar em primeiro plano, pense o que isso pode trazer de bom para o seu time.

Em uma das empresas que eu trabalhei eles tinham verba para uma vez por ano alguém do time ir para o WWDC (evento da Apple para os Devs), era um evento técnico e eu era a única desenvolvedora mobile do time, adivinha quem foi pro evento? Um dos chefes que era focado em marketing. Pois é isso acontecia a todo momento e isso desmotiva muito os funcionários.

Agora vamos ao que você deve fazer: Você recebe um ingresso grátis para fazer um curso. Sorteie o ingresso para o time e peça para a pessoa que ganhou fazer um talk para todo time contando os aprendizados.

Com essa ação você motiva o time, evidencia um profissional, compartilha conhecimento, treina a pessoa para falar em público e ainda conseguiu mostrar para o time o quanto você quer que eles cresçam.

A liderança vem da influência e não da sua posição, se você quer que as pessoas te respeitem e te admirem como profissional, seja um líder e não um chefe.

Você não será mais o centro das atenções, os créditos vão começar a ir para os membros do seu time. Você tem que estar preparado para saber reconhecer isso e ser o primeiro a incentivar e parabenizar cada vitoria.

É um pouco difícil no começo, você pensa eu não tenho nenhum entregável. O que eu vou fazer o dia todo? A partir de agora o seu time é o seu entregável. Se como UX você sempre lutou pelo usuário, como líder você sempre vai lutar pelo time.

Uma analogia que eu gosto bastante é que agora você não é mais o protagonista na novela, você é o roteirista.

4º Seja transparente e confiável

Ilustração by Thunder Rockets | dribbble.com/thunderockets

Todo relacionamento começa com confiança, se o time não confia em você como eles vão poder contar os problemas do dia a dia?

Não há nada mais importante que a confiança. Você pode ser ótimo tecnicamente, amigão da galera, mas se você mente por coisas pequenas e insignificantes por que motivo as pessoas contariam com você para algo realmente serio?

Como líder você tem que ter a capacidade de resolver problemas. Se você os resolve, automaticamente as pessoas começam a confiar em você. Se elas te contam o problema, e você não dá a devida importância para ele, como é que essas pessoas vão chegar em você para conversar da próxima vez? Se o time não tem caminho livre para conversar com o líder e resolver os problemas, você pode ter certeza de que irá começar a perder grandes profissionais.

É por isso que a confiança deve vir primeiro.

Essa influência é fundamental porque é o que lhe dá a oportunidade de levar os outros a uma direção melhor.

Uma coisa que já vi acontecer em vários lugares é alguém do time sair e o próprio time não ser comunicado, isso também deve envolver transparência. Chame o time para conversar, explique o que aconteceu, mostre que você está ali para tirar as dúvidas. Se você não fizer isso o time vai falar de qualquer forma, e vai falar quando você não estiver perto.

5º De feedbacks positivos em público

Ilustração by Thunder Rockets | dribbble.com/thunderockets

Feedbacks são extremante importantes para fazer com que o time continue motivado. Para isso valorize as boas ações, e de preferência quando for algo positivo faça isso em público, deixe que as pessoas vejam o que o outro fez de legal.

Quando você da o feedback, você demonstra que sabe o que está acontecendo, que você viu o esforço que foi feito, que o time não esta sozinho.

6º Feedbacks negativos também acontecem

Ilustração by Thunder Rockets | dribbble.com/thunderockets

Ahh sim essa parte também existe, afinal nem tudo são flores… Para mim essa foi e ainda é a parte mais difícil, e quando eu precisei dar um feedback comportamental pela primeira vez fiquei pensando:

"Como eu vou dar um puxão de orelha e ainda conseguir fazer com que a pessoa saia dali motivada em melhorar e continuar trabalhando?"

Ok é um pouco mais simples do que parece, primeira coisa e a mais importante de todas é nunca de um feedback negativo na frente de outras pessoas, por menor que ele seja. Chame a pessoa para conversar em uma sala reservada para isso, pense antes de falar, se coloque no lugar da pessoa. Você não precisa ser grosso, gritar ou xingar para demonstrar que esta insatisfeito com o resultado ou comportamento.

Diga qual era sua expectativa, e o qual foi o resultado. Diga que você conta com ele para conseguir atingir isso, e que o que ele precisar você vai estar lá, mas que você também precisa que ele dê o melhor si mesmo.

Não há nada que uma boa conversa não resolva.

7º Tente descobrir onde os objetivos profissionais de cada pessoa se cruzam com os da empresa

Ilustração by Thunder Rockets | dribbble.com/thunderockets

Quando você sabe o que o profissional quer e o que a empresa quer fica muito mais fácil atingir os objetivos. Você pode aproveitar dessa informação para ajudar o profissional a evoluir mais nessa skill. O Jason Mesut fez um workshop no ILA de 2017 muito legal, a dinâmica ajuda a auto reflexão sobre suas skills no design. Você pode ler mais aqui:

8º Não faça microgerenciamento

Ninguém gosta daquele cara chato que fica perguntando o que você ta fazendo a cada 10 min. Cada profissional tem um nível diferente de maturidade (geralmente isso já esta associado a ele ser junior, pleno ou senior, mas não necessariamente). Você deve gerenciar as pessoas de acordo a maturidade, ou seja você não vai gerenciar todo mundo da mesma forma.

Se o profissional é junior, é bem provável que ele precise de mais atenção, mais validações até pegar o jeito, então você olha ele mais de perto. (Para ajudar mais, e não fazer microgerenciamento)

O Pleno já deve ter boa noção do que faz, mas também deve ter iniciativa. Ensine que ele pode te procurar antes de fazer uma entrega, que você vai estar ali para tirar dúvidas caso ele precise, mas que você não vai ficar perguntando para ele como está indo, se vai ser entregue no prazo…

O Sênior como o nome já diz é o profissional que tem vasta experiência, e esse tipo de profissional se você pressiona muito você perde. Perde por que ele sabe que é bom, tem emprego sobrando no mercado e por que ele não quer alguém para ficar "cuidando" dele o tempo todo. Ele quer ter autonomia para poder fazer o melhor possível (que é o que se espera). E se em algum momento ele quiser compartilhar o resultado do que esta fazendo, você vai estar ali para ouvir.


A liderança no design é necessária para definir a visão que se estende além das melhorias incrementais dos sprints. Você tem o dever de elevar o nível da do trabalho que está sendo feito e de fazer mudanças estratégicas, onde você quer chegar? Onde você quer que o seu produto chegue? Onde você quer que os profissionais que trabalham com você chegue? É você que tem que dar esse direcionamento, é você que tem que acompanhar e fazer acontecer.

Ser líder é uma responsabilidade enorme, é a chance que você tem de ajudar as pessoas a crescerem e seguirem na direção certa. Como diz o Anderson Gomes "Bons líderes formam novos líderes".

É claro que existe mais um mundo de coisas, espero poder continuar falando sobre design e minhas experiências. Eu ainda estou aprendendo, então se você tiver algo para compartilhar deixa nos comentários.

Para finalizar, o seu time te segue por que você inspira ou eles te seguem porque precisam?

🎓 Para continuar estudando:

👣 Para seguir:

Anderson Gomes

Letícia Pires

Andy Budd

Arron Walter

Andrew Law

Jason Mesut

Joshua Sortino

🛠️ Curso:

📖 Livros

Obrigada pela leitura, não esqueça de clicar nas 👏 para outras pessoas acharem o artigo :)

Agradecimento especial para o Matheus Christovam pelas ilustrações maravilhosas ❤

Ainda tem muita coisa para entrar nesse artigo, mas se você sentiu falta de algum item ou tem alguma dica/sugestão, deixa seu comentário :)