E quando a produção de conteúdo para sites beira o redesign?

Nós sabemos que quando se fala em produção de conteúdo para sites podemos ir muito além do que a mera produção de conteúdo textual e fotos organizados em uma página web. Algumas vezes a produção de conteúdo institucional requer padrões de informações mais aprimorados e é aí que chegamos ao limite entre a linha da produção de conteúdo e do redesign.

Na maioria dos projetos de produção de conteúdo para sites é muito comum surgir necessidades de ajustes que requerem mais do que o conteúdo propriamente dito. É preciso “mexer” na raiz do problema. E muitas vezes esse problema está no site todo.

Um bom conteúdo em um site com um design pobre e sem os requisitos mínimos de usabilidade é o mesmo que jogar fora todos os esforços que a empresa teve para conquistar a sua presença online. E o inverso também é verdadeiro, pois um bom design com um conteúdo fraco e mal elaborado certamente poderá aviltar a imagem de qualquer empresa.

Por onde começar com um projeto de Redesign?

A melhor forma de não perder tempo e ter trabalhos em vão com a produção de conteúdo para sites é aplicar alguns testes de usabilidade e mensurar os dados para o novo projeto. A ideia é simples: Eliminar o que não funciona e está sendo desnecessário por novas funcionalidades mais efetivas e eficazes. Quer exemplos:

  • Eliminar menus e submenus desnecessários que só dificultam a navegação do usuário.
  • Destacar botões e formas de contatos que estão somente lá na última página ou no rodapé do site.
  • Diminuir a extensão da página com informações demasiadas para o usuário não precisar rolar a página infinitamente até encontrar uma informação.
  • Investir no design de informação que seja agradável e intuitivo para o usuário: um ícone pode ilustrar um parágrafo inteiro.
  • Utilizar a escrita web e tornar o texto mais atraente e escaneável para o usuário.

As mudanças podem ser inúmeras e cada projeto deve ser pautado em dados relevantes, pensados estrategicamente sem os “achismos” comuns que estamos acostumados a ver e a ouvir.

Experimente, teste e mensure o que mais dá certo para o seu negócio!

Como trabalhar a produção de conteúdo para sites sem precisar refazer todo o projeto?

Quando se fala em Redesign ou produção de conteúdo para sites, muitos profissionais tem a ideia de simplesmente refazer um site e deixá-lo mais bonito do que era ou com um “design clean”.

Pouco adianta um site novo com as mesmas falhas e estrutura. Tenha em mente que o design atrai, mas é o conteúdo que converte. E os dois trabalhando juntos garantem o sucesso de um projeto web.

Na maioria dos casos a reestruturação do formato do conteúdo pode resolver grandes problemas do site. Reestruturação essa que pode ser:

  • A eliminação de textos longos por conteúdo conciso.
  • Utilização de blocos textuais ao invés de conteúdo linear.
  • Investir em novos formatos de conteúdos como infográficos, timelines, ilustrações, etc.
  • Inclusão ou eliminação de elementos desnecessários.

Como posso mensurar e melhorar o Conteúdo do meu site?

Para fazer tudo isso você deve estar indagando:

“Não tenho verba para investir em testes ou eles são muito caros…”

Ou ainda:

“Não sei como aplicar esses testes e contratar um profissional será muito oneroso para o meu negócio…”

Por engano e desconhecimento, muitos ainda pensam assim, mas na realidade existem diversas ferramentas que são acessíveis, quando não gratuitas, que podem resolver boa parte desses problemas e fornecer bons insights para um projeto de redesing ou para a produção de conteúdo para sites.

Antes de renovar e fazer qualquer mudança no seu site é preciso listar quais são as prioridades e os objetivos dessas mudanças. Novamente, a visão estratégica se faz necessária para obter êxito na produção de conteúdo para sites.

Como dito, alterar apenas algumas linhas de texto pouco vai resolver, assim como mudar as cores e algumas imagens também.

Nada melhor do que ouvir e saber diretamente na fonte como seria um site ideal. Para concluir e resumir: ouça mais os seus usuários e clientes e um pouco menos o seu ego.