Breve guia cobaiano para o dia internacional dos museus

Existem muitas coisas a acontecer no dia dos museus. Só para Lisboa existem cerca de 150 atividades listadas no link fornecido pelas entidades organizadoras, o que se pode tornar facilmente confuso e intimidante de navegar.

Para facilitar a compreensão tentou-se encaixar as várias atividades em quatro períodos principais ao longo do dia. Esta lista não pretende ser exaustiva mas dar algumas noções do que vai acontecer, deixando à liberdade de cada um aprofundar o seu conhecimento em eventos específicos.

De notar que várias atividades requerem marcação prévia mediante email ou telefone, pelo que se identificar uma atividade que lhe interesse o melhor será ir para o site específico.

Manhã (10:00–12:00)

Logo pela manhã, a Gulbenkian vai realizar uma série de 5 conversas de 30 minutos cada, a que se tem acesso mediante levantamento de bilhete. A primeira tem início às 10:15 e a última às 12:00. Chamou particularmente à atenção a conversa sobre o Visível e Invisível na Obra de Degas que tem começo às 10:45. De notar que os bilhetes estavam disponíveis para levantamento a partir das 14:30 de hoje (dia 17) e existe lotação máxima de 30 pessoas por conversa.

Para além da Gulbenkian, pode encontrar outras atividades noutras organizações, das quais fazem parte:

  • uma visita aos bastidores da Casa-Museu Anastácio Gonçalves (10h)
  • um workshop de bateria no Museu Nacional de Música (10h30)
  • uma visita com o tema da “Mumificação” no Museu Nacional de Arqueologia (10h30)
  • uma visita ao Herbário do Museu Nacional da História Natural e da Ciência (10h)
  • um espectáulo no Museu Nacional do Teatro e da Dança (direcionado ao público infantil) (10h)

Almoço (12:00–14:30)

Se quiser perder o apetite pode visitar a coleção de Insetos no Museu da História Natural e da Ciência ou se estiver mais inclinado para a construção participar na visita guiada “Das Rochas aos Pedreiros: construindo o Real Paço da Ajuda” no Palácio da Ajuda.

Tarde (15:00–17:00)

Da parte da tarde, mais instituições se vêm juntar a esta lista, oferecendo sobretudo visitas guiadas. Assim:

  • no Museu Arqueológico do Carmo pode ser feita uma visita guiada à coleção pré-colombiana do Museu (15h)
  • no Museu da Água uma visita intitulada “A sétima colina a 3 vozes” (16:00–18:30)
  • no Museu das Comunicações uma visita visita guiada à reserva museológica da Boa- Hora (15:00)
  • no Museu Geológico uma visita guiada ao museu (15:00)
  • no Museu dos Coches vai haver um “Concerto pela Banda de Música do Regimento de Sapadores Bombeiros” (15h)

Fim da tarde (18:00–19:00)

Para quem só consegue participar no final do dia ainda vai a tempo de um fim de tarde musical, assitindo a um Recital de Cravo na Casa-Museu Anastácio Gonçalves (19h) ou a um espetáculo no Museu Nacional da Música (18h). Quem não é dado a músicas pode visitar a exposição sobre os Tesouros do Museu do Vaticano no Museu Nacional de Arte Antiga (18h30) ou ainda fazer uma visita guiada ao Museu da Marioneta (18h)

Todo o dia

Praticamente todas entidades referidas mencionam entrada livre durante todo o dia, acrescentando ainda o Mosteiro dos Jerónimos, o Museu da Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, o Museu de Arte Popular, o Museu Nacional de Etnologia, Museu Nacional do Azulejo, o Panteão Nacional ou a Torre de Belém.

Com tanta oferta o mais difícil vai ser escolher um museu perto de si que não tenha nada de interessante para ver. Isso já é difícil de acontecer num dia normal, quanto mais no dia internacional dos museus.

Desta vez, não há desculpa para não cobaiar :)