Os 12 passos de um curador de conteúdo

… ou como ter relevância — e NÃO economizar seu tempo

Muita gente acredita que o famigerado marketing de conteúdo vai salvar sua empresa, colocando-a nos top 10 sabichões do mercado. Melhor ainda, sem gastar tempo e nem dinheiro: basta compartilhar as principais notícias do setor em seu site e puf — I’m the best!

O que essas pessoas não sabem é que para se ter relevância é preciso muito mais do que repetir o que os outros dizem. Inclusive, o copy-paste pode até prejudicar sua posição nos resultados de busca, uma vez que os mecanismos como Google e Bing aplicam algoritmos para eliminar resultados duplicados, mesmo que o conteúdo esteja distribuído em URLs diferentes.

Poxa, então eu vou ter que CRIAR conteúdo?

Sim, vai. Se você não tiver tempo para escrever, vai encontrar centenas de jornalistas e blogueiros inexperientes oferecendo posts diários em seu blog e nas redes sociais de sua empresa. Ao contratar um desses, ele vai:

  1. identificar ou escolher o tema
  2. escrever um título minimamente atraente
  3. delinear os pontos-chaves que precisam de mais atenção — isso se ele for bom, já que a maioria escreve de acordo com a inspiração do momento
  4. rascunhar o texto
  5. revisar, finalizar o título e o conteúdo
  6. publicar

Por fim, será mais um texto no mar de notícias disponíveis na internet, que não levam para lugar nenhum, sequer para outro artigo dentro do próprio site. Poucos jornalistas, blogueiros e escritores vão além disso e:

  • fazem uma pesquisa séria sobre o tema
  • integram citações, menções de outros autores relevantes para o assunto
  • acrescentam e criam links complementares de fontes capazes de agregar valor (imagens, vídeos, gráficos etc)
  • creditam integralmente suas fontes de informação

Eita! Como minha empresa vai ter relevância desse jeito?

Minha sugestão é que inclua a curadoria em sua estratégia de marketing de conteúdo. É um trabalho que toma tempo, mas é tão prazeroso e enriquecedor que compensa o esforço! Além disso, se você seguir os 12 passos abaixo, terá a oportunidade de transformar a percepção do público-alvo sobre sua marca.

Os 12 passos de um curador de conteúdo

Viu como é simples? Leva um tanto de tempo, eu sei… Mas como quantidade não é qualidade, você pode reservar umas horinhas do seu dia para oferecer conteúdo de primeira para sua audiência!

Agora cá entre nós, você tem ideia de por que os desenvolvedores de plataformas de conteúdo insistem em dizer que a curadoria de conteúdo vai poupar seu tempo? Qual é seu palpite? Conte-me sua opinião e, no próximo post, falaremos sobre isso.