Ricardinho exalta conquista do Mundial de Clubes de 2000: “Um dos títulos mais importantes da minha carreira”

Um dos grandes meio campistas da história do Corinthians, Ricardo Luís Pozzi Rodrigues, o Ricardinho, foi uma das importantes figuras de um dos mais vitoriosos times da história do Timão, no final dos anos 90 e início dos anos 2000. Aos 40 anos de idades, o então camisa 11 do Time do Povo falou com o site oficial do Timão sobre a inesquecível conquista.

Há exatos 17 anos, o ex-meia alvinegro marcava um dos gols na vitória por 2 a 0 sobre o Al Nassr (SAU), que garantiu a classificação do Timão para a grande final do Mundial de Clubes da FIFA de 2000. O ex-jogador relembrou a conquista do primeiro título mundial do Sport Club Corinthians Paulista e disse estar entre os mais importantes de sua carreira.

“Sem dúvidas é um dos títulos mais importantes da minha carreira. Foi uma fase muito boa, de 1998 a 2002 tínhamos uma geração que era vitoriosa, pois a equipe era muito qualificada”, falou.

Na conquista do Campeonato Brasileiro de 1999, o Todo Poderoso jogou até o dia 23 de dezembro e cinco dias após a virada do século, iniciou a disputa do primeiro Mundial de Clubes organizado pela FIFA. O tempo de preparação foi restrito e a condição física dos jogadores não estava 100%.

Depois de conseguir uma vitória por 2 a 0 na estreia, sobre o Raja Casablanca (MAR), e empatar com a forte equipe do Real Madrid (ESP) em 2 a 2, o Timão precisava de uma vitória por dois ou mais gols diante do Al Nassr (SAU) para conquistar uma vaga na final da competição.

Apesar das condições adversas, o Alvinegro bateu a equipe saudita por 2 a 0 e conseguiu a classificação aos 35 minutos do segundo tempo, quando o volante colombiano Rincón marcou o segundo tento, garantindo a vaga na disputa pelo título.

Para Ricardinho, apesar da importância do jogo da classificação e de ter marcado um dos gols que levou o time para a final, a decisão contra o Vasco foi o jogo mais difícil da competição, por uma sequência de temporada intensa e o grande plantel da equipe carioca.

“O jogo da classificação tinha um peso, uma responsabilidade e atenção para conseguir o direito de ir à decisão. Mas contra o Vasco foi o jogo mais difícil, não estávamos 100%. Do outro lado o time carioca tinha caído muito antes na competição nacional do ano anterior, com um preparo físico menos desgastado e mais tempo para se preparar. Além do grande elenco com muita qualidade”, falou o ex-jogador.

Crédito: Arquivo Placar

O resto da competição todo corinthiano já sabe! Aquela disputa de pênaltis contra o Vasco no Maracanã lotado entrou para história do clube e, da melhor maneira possível, nunca sairá da memória da Fiel torcida. Ricardinho ainda lembra com carinho do nascimento do filho Bruno no dia 11 de janeiro daquele mesmo ano.

“Já fazem 17 anos daquele jogo e também fazem 17 anos que meu filho Bruno nasceu. Outro fato marcante na minha vida que ocorreu em janeiro daquele ano”, recordou.

Durante os quatro anos — de 1998 a 2002 — em que atuou durante a primeira passagem no clube do Parque São Jorge, Ricardinho conquistou sete títulos: dois Paulista (1999 e 2001), um Rio-São Paulo (2002), uma Copa do Brasil (2002), dois Brasileiro (1998/99) e um Mundial (2000).