Salve, Jorge OU Em tempo de novela

Beth morreu, estuprada & espancada por dois milicos. Tinha participado de uma suruba, a polícia pegou no flagra. Espancou os machos com o cacetete e enfiou o cacete na Beth. “Vagabunda! Gosta de mais de um cacete, sua puta?” Beth estava bêbada, havia perdido a dignidade em uma esquina qualquer, cremada num cachimbo improvisado em uma lata de coca-cola: viciada em crack, morrera ali.

Jorge, coitado, não tem culpa da mãe que tinha. Eterno filho da puta. Um escândalo. Todos os coleguinhas sabem como foi a morte da mãe, a humilhação às vezes é velada, sutil, aparecendo em qualquer olhar torto, em qualquer insinuação (in)discreta. Beth morreu. Basta.

Necy sabe de tudo, foi professora a vida toda. Vai cuidar de Jorge agora, já esperava por isso. Beth sempre teve vocação pra indigente, como dizia papai: Puta do caralho, nem parece tua irmã. Tudo muda agora, Jorge vai ser o filho que nunca pôde ter.

Tiago não sabe o que fazer. O casamento já tinha acabado, estava tranquilo quanto a isso, tinha aceitado. Que Beth desse pra quem quisesse! Jorge fica como, agora? Sem grana, sem experiência. Contando só com o desprezo da família da ex, Tiago está fodido. Mas não quer desistir.

Márcia não aceita isso. Toda essa briga, ninguém respeita ou se importa com Beth? A violência polícial! Isso não pode acabar assim, são as vidas que eles deveriam proteger! “Coitada da minha amiga!”. Porcos!

Josué não gosta da situação. Era pra ser uma brincadeira, uma despedida de solteiro para Hugo, ninguém pensou que a vagabunda ia inventar de morrer! “Fiquei todo roxo e nem cheguei a comer o cuzinho…”

Rogério não tem nada do que se arrepender, diz Marli. Meu filho limpou o mundo de uma praga, vai ser expulso agora por isso? Só fez o trabalho dele.

Beth apodrece; Rogério é exonerado; Marcos foge, Josué fica roxo e Hugo não casa; Márcia se indigna; Tiago não desiste; Necy lamenta, feliz; mas e Jorge, poderá salvar alguém?

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Daedalus Raskolnikov’s story.