To Sail

Eu gosto é do gasto.
Do rápido, do dinâmico, do ágil, da dispersão direcionada de energia.
Gosto do esforço, 
do gosto da vida fugaz com sabores variados. 
Sou a favor do hipervirgil ainda que hipotenaz. 
Acredito na força das experiências e nas consequências que elas geram. 
Não falo de acaso…nem de destino. Falo de busca. De vontade.

Quero o mundo. Com cheiro de vento. 
Porque vento passa como tudo deve passar. 
Quero o aprendizado ainda que superficial do máximo que conseguir.
Quero a crítica mais que o elogio.

Quero é que passe, que vá, que deixe só o necessário pra que eu dê o próximo passo. E não quero saber quantos passos são. Não quero números, quero o infinito e o inconstante porque o cotidiano cansa e porque dizem que navegar é preciso.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.