O momento certo

Demorou, foi difícil e muitos duvidaram.

Na verdade, até eu tive dúvidas.

Mas, persisti.

Sentia que uma hora ia dar certo, o meu momento ia chegar.

E ele chegou.

Entendi que não adiantava se desesperar. Era só questão de paciência e foco.

Seta pra direira, vire o volante todo para a direita. Coloca ré, depois vira o volante para a esquerda, estaciona.

Eu consegui.

Eu realmente consegui. A sensação é de dever cumprido.

Foi na raça, foi na fé, foi…

Agora foi!


Agradeço a todos que acreditaram em mim. Especialmente, meu pai e minha mãe que sempre estiveram comigo nessa jornada em busca da CNH.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.