O problema não é o K-Pop, é o seu machismo mesmo
Capoperia
4.4K47

Engraçado que o MarquesZero ainda não entendeu e não conseguiu aceitar a frase final do texto da autora: “ E enquanto nossos gostos não ferirem outras pessoas, eles não são da conta de ninguém.” Ele se incomoda tando com pessoas sendo possivelmente “engolidas pela massa esmagadora” *cof cof* cultura coreana e e etc…de uma forma ridícula. Sendo que tudo é fase que logo algumas pessoas deixarão de serem tão apaixonadas pelo kpop e irão acompanhar mais tranquila e libertadora. E tipo, já que ele é tão inteligentão, cult contra o sistema de massa e alienação e bla bla bla, pq ele não fez algo realmente de útil na discussão para mostrar ser uma pessoa de mente aberta e evolutiva: pedisse sugestão de músicas coreanas (sendo kpop, khiphop, kindie, kfolk e etc…) onde tivesse letras “que mudem o ser humano e faça refletir e letras com conteúdo” e assim ele ouvisse algumas dessas músicas e aprendesse a respeitar de vez um estilo musical. Ele nem precisaria elogiar ou forçar algo do tipo ou falar: nossa eu tava errado, eu fui meio cuzão (sendo que você foi real cuzão mesmo sendo pedante de galochas cult do orkut 2007) e observasse que tem grupos, cantores, artistas de velha guarda coreana e etc que fazem músicas de qualidade e com letras que botam sim a galera pra pensar e afrontar a sociedade coreana atual. Isso sim seria um debate digno. MAS NÃO PREFERIU BOSTEJAR E AFIRMA QUE NÃO SABE DE NADA MESMO E FICOU SE BASEANDO EM ACHISMO DE MACHO CHATO DO ROLÊ. Ai gente, só rindo mesmo desse senhorito que perdeu uma ótima oportunidade de debate saudável pra ser escrotinho diferentão que não se deixa levar pela influência de massa de mídia URRRH DURRR ABAIXE O SISTEMA. Deixo aqui uma música maravilhosa do trio Epik High: https://www.youtube.com/watch?v=dcAS-W0O8Lw

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.