Um minuto para “Sono”

O que dizer sobre Haruki Murakami, suas características literárias me surpreenderam e me deixaram motivada, quero ler mais dele.

Mas não é apenas sobre o autor que quero falar, na verdade o autor vai ter que ficar de lado, pois hoje o livro “sono” me chamou muito mais atenção. Tinha ouvido e lido falar muitas poucas vezes sobre ele, algum youtuber que fala sobre livros tocou levemente nesse assunto, mas eu o vi, ali quietinho me chamando na estante, ele fininho, como quem não deixar muita a se pensar, decidi lê-lo e passei algumas horas deitada na cama com ele na mão.

Posso dizer que nada mudou, mas estaria mentindo.

O livro conta a história de uma mulher que passa 17 dias sem dormir, o livro é narrado em primeira pessoa como se fosse um diário/conversa. Se você comprar a idéia e se envolver passa boas horas perdida em volta da vida dela.

Eu diria que esse livro fala de frustação. Mas por quê? Simples, não se sabe ao certo o motivo da falta de sono e o porquê que isso não a atrapalha, porém percebemos o quanto a vida da personagem é o que ela não gostaria que fosse, o quanto a rotina a incomoda mesmo ela não deixando claro, num certo momento ela demonstra isso com exatidão.

Como uma característica da literatura japonesa, principalmente em histórias curta, o final é bem incerto, deixa ao leitor o dever de interpretar e dá seu ponto de vista sobre o final.

Considero uma ótima leitura para um dia. :3